Capitã do Avaí/Kindermann revela mentalidade para finais

Tuani falou sobre o que evoluiu no clube nos últimos anos e disse que irá fazer de tudo para levar o título para SC

Um intervalo de seis anos pode mudar muito na evolução de um time. Vice-campeão da edição do Brasileirão Feminino em 2014, o Avaí/Kindermann busca o seu primeiro título e uma conquista inédita para o estado de Santa Catarina. Tuani, a capitã da equipe catarinense, falou sobre a nova mentalidade do seu grupo e que espera levar a taça para a cidade de Caçador.

Capitã do Avaí/Kindermann revela mentalidade para finais – Foto: Mariana Sá/CBF/NDCapitã do Avaí/Kindermann revela mentalidade para finais – Foto: Mariana Sá/CBF/ND

Nos último quatro anos, o Avaí/Kindermann construiu uma estrutura para alcançar degraus mais altos. Em 2018, a equipe foi eliminada nas quartas de final. No ano passado, foi um pouco mais longe, mas parou na semifinal.

Agora, na primeira final desde 2014, as catarinenses buscam o primeiro título do Brasileiro Feminino A-1. De acordo com Tuani, o amadurecimento das jogadorAs e do time como um grupo foi o principal fator para elas estarem na decisão.

Avaí/Kindermann, Futebol Brasileiro Feminino, A1,Tuani, – Foto: Mariana Sá/CBF/NDAvaí/Kindermann, Futebol Brasileiro Feminino, A1,Tuani, – Foto: Mariana Sá/CBF/ND

“Eu vejo a mentalidade do clube muito diferente. Já estou há oito anos aqui e acompanhei muito desta evolução. Nesses últimos quatro anos fizemos um trabalho que nos possibilitou subir de posição a cada ano. Isto é gratificante, porque nós conseguimos ver que tudo anda no caminho certo. Além disso, conseguimos manter 80% do elenco”, disse Tuani.

Segundo Tuani, a manutenção do grupo deu solidez à equipe, o que gerou uma boa bagagem de experiência para todas. Chegar a sua segunda final é gratificante, porque é o reconhecimento e a coroação de um trabalho para todas as jogadoras e a comissão técnica.

Sobre a final, a capitã não escondeu o favoritismo da equipe adversária. Por ter feito a melhor campanha da primeira fase, o Corinthians, para Tuani, está com a pressão de levar o troféu. A zagueira espera levantar a taça para comemorar em especial com a cidade de Caçador, no estado de Santa Catarina.

“Nós vamos nos preparar muito para as finais. A nossa equipe é muito intensa e muito focada. Nós sabemos que temos potencial. Vamos buscar bons resultados sempre. O Corinthians é uma equipe com banco de reservas forte, equipe conjunta e jogadoras qualificadas. Elas têm um ataque poderoso e nós vamos fazer de tudo para poder segurá-las. Chegamos motivadas para a final e com muito respeito contra o Corinthians. Mas vamos dar o nosso melhor e tentar levar este título para Caçador”, concluiu Tuani.

A aguardada final do Campeonato Brasileiro Feminino A-1 se inicia no próximo domingo (22), às 20h, na Ressacada, em Florianópolis. Além disso, você poderá acompanhar AO VIVO no ND+.

O confronto de volta entre Avaí/Kindermann e Corinthians, que definirá o campeão de 2020, será disputado no dia 6 de dezembro, às 20h, na Neo Química Arena, em São Paulo.

+

Futebol Feminino