Ancelotti lamenta derrota e ressalta força do contra-ataque do PSG

Treinador do Bayern de Munique afirmou que sua equipe 'não foi perigosa o suficiente' na partida em Paris

Neymar e Cavani marcaram para o PSG (Foto: CHRISTOPHE SIMON / AFP)
Neymar e Cavani marcaram para o PSG (Foto: CHRISTOPHE SIMON / AFP)

O Bayern de Munique não conseguiu aproveitar seu volume de jogo, sofreu com o contra-ataque do Paris Saint-Germain e acabou saindo do Parque dos Príncipes com a derrota por 3 a 0. Após a partida, o técnico Carlo Ancelotti lamentou o resultado.

– Não tivemos o poder para evitar o contra-ataque deles. No primeiro tempo, tivemos um bom controle do jogo, boa posse, algumas chances. Não fomos perigosos o suficiente. Eles jogaram todo o tempo buscando o gol e não conseguimos parar isso – analisou Ancelotti, que ainda garantiu que não se arrepende da escalação escolhida para a equipe.

Antes da partida, o holandês Arjen Robben havia dito que ‘dinheiro não compra gols’. Fato é que Neymar, que custou 222 milhões de euros, marcou o terceiro gol do confronto. Cavani e Daniel Alves completaram o marcador.

– Sabíamos sobre a força do contra-ataque deles antes do jogo. Porém, quando fomos para frente, demos espaços para eles atrás. Não é fácil se defender contra isso. Quando você perde por 3 a 0 em uma Liga dos Campeões é sempre difícil de aceitar – disse Robben.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Internacional

Loading...