Catarinense Jorginho é indicado como finalista da Bola de Ouro

Natural de Imbituba, volante atua no Chelsea, da Inglaterra, e está entre 30 indicados para o prêmio concedido pela revista francesa "France Football"

O catarinense Jorginho, naturalizado italiano, está presente entre os 30 finalistas da Bola de Ouro, prêmio concedido pela revista francesa “France Football“, divulgada nesta sexta-feira (8).

Jorginho cobrou pênalti decisivo que deu o título para a Itália – Foto: Internet/Reprodução/NDJorginho cobrou pênalti decisivo que deu o título para a Itália – Foto: Internet/Reprodução/ND

Além dele, Neymar e Cristiano Ronaldo seguem na lista que foi votada por 180 jornalistas internacionais. O troféu será entregue em 29 de novembro, em cerimônia no Théâtre du Chatelet, em Paris.

Os finalistas são:

-Riyad Mahrez (Manchester City);

-N’Golo Kanté (Chelsea);

-Erling Haaland (Borussia Dortmund);

-Leonardo Bonucci (Juventus);

-Mason Mount (Chelsea);

-Harry Kane (Tottenham);

-Gianluigi Donnarumma (Milan /PSG);

-Karim Benzema (Real Madrid);

-Raheem Sterling (Manchester City);

-Nicolò Barella (Inter de Milão);

-Lionel Messi (Barcelona/PSG);

-Bruno Fernandes (Manchester United);

-Pedri (Barcelona);

-Luka Modric (Real Madrid);

-Giorgio Chiellini (Juventus);

-Kevin De Bruyne (Manchester City);

-Neymar (PSG);

-Rúben Dias (Manchester City);

-Lautaro Martínez (Inter de Milão);

-Simon Kjaer (Milan);

-Robert Lewandowski (Bayern de Munique);

-Jorginho (Chelsea);

-Mohamed Salah (Liverpool);

-César Azpilicueta (Chelsea);

-Romelu Lukaku (Inter de Milão/Chelsea);

-Cristiano Ronaldo (Juventus/Manchester United);

-Gerard Moreno (Villarreal);

-Phil Foden (Manchester City);

-Kylian Mbappé (PSG);

-Luis Suárez (Atlético de Madrid).

Não houve premiação no ano passado devido à pandemia do coronavírus. O argentino Lionel Messi é o maior ganhador da premiação (seis vezes: 2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019), que está em sua 65ª edição.

Até 1995, a premiação da Bola de Ouro era apenas para jogadores europeus, depois passou a considerar atletas de outras nacionalidades que também atuavam no futebol da Europa. A partir de 2007, a revista abriu a eleição para qualquer atleta.

Sem uma representante do futebol brasileiro, a France Football também divulgou a lista de 20 finalistas à Bola de Ouro feminina, apontadas por 50 jornalistas.

As finalistas são:

-Alexia Putellas (ESP), do Barcelona;

-Magdalena Eriksson (SUE), do Chelsea;

-Marie-Antoinette Katoto (FRA), do PSG;

-Sam Kerr (AUS), do Chelsea;

-Stina Blackstenius (SUE), do BK Hacken;

-Wendie Renard (FRA), do Lyon;

-Samantha Mewis (EUA), do North Carolina Courage;

-Pernille Harder (DIN), do Chelsea;

-Vivianne Miedema (HOL), do Arsenal;

-Sandra Paños (ESP), do Barcelona;

-Lieke Martens (HOL), do Barcelona;

-Jessie Fleming (CAN), do Chelsea;

-Irene Paredes (ESP), do Barcelona;

-Ashley Lawrence (CAN), do PSG;

-Christine Sinclair (CAN), do Portland Thorns;

-Ellen White (ING), do Manchester City;

-Christiane Endler (CHI), do Lyon;

-Jennifer Hermoso (ESP), do Barcelona;

-Fran Kirby (ING), do Chelsea;

-Kadidiatou Diani (FRA), do PSG.

O troféu entre as mulheres foi entregue pela última vez em 2019, para Megan Rapinoe.

Além de candidatos à Bola de Ouro para homens e mulheres, a France Football revelou os 10 concorrentes ao Troféu Yashin (em homenagem ao russo Lev Yashin), para o melhor goleiro da temporada.

O brasileiro Ederson, do Manchester City, é um dos indicados. Os demais são Donnarumma, eleito o craque da Eurocopa e recém-contratado pelo PSG, e Mendy, do Chelsea, vencedor da Liga dos Campeões.

Os outros candidatos são Courtois (Real Madrid e Bélgica), Kasper Schmeichel (Leicester e Dinamarca), Navas (PSG e Costa Rica), Emiliano Martínez (Aston Villa e Argentina), Neuer (Bayern de Munique e Alemanha), Oblak (Atlético de Madrid e Eslovênia) e Handanovic (Inter de Milão e Eslovênia). o brasileiro Alisson recebeu o troféu em 2019.

Sem brasileiros na disputa, também foram revelados os finalistas para o Troféu Kopa (tributo ao francês Raymond Kopa), para o melhor jogador sub-21.

Os dez escolhidos foram: Bukayo Saka (ING) – Arsenal; Jérémy Doku (BEL) – Rennes; Mason Greenwood (ING) – Manchester United; Pedri (ESP) – Barcelona; Ryan Gravenberch (HOL) – Ajax; Florian Wirtz (ALE) – Bayer Leverkusen; Giovanni Reyna (EUA) – Borussia Dortmund; Jamal Musiala (ALE) – Bayern de Munique; Jude Bellingham (ING) – Borussia Dortmund e Nuno Mendes (POR) – Paris Saint-Germain. O holandês De Ligt faturou esse título em 2019.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Internacional

Loading...