City vence o Real Madrid e larga em vantagem por uma vaga na final da Liga dos Campeões

Vitória por 4 a 3 na Inglaterra faz com que o Manchester City jogue por um empate no jogo de volta na Espanha

Imprevisível, incrível, memorável, use o adjetivo que quiser. Manchester City e Real Madrid fizeram um jogo digno de uma semifinal de Liga dos Campeões da Europa nesta terça-feira (26). A partida foi vencida pelos ingleses por 4 a 3.

Phil Foden sai para comemorar o quarto gol do Manchester City – Foto: Oli SCARFF/AFP/NDPhil Foden sai para comemorar o quarto gol do Manchester City – Foto: Oli SCARFF/AFP/ND

O duelo teve a participação decisiva dos brasileiros. Pelo lado do City, Gabriel Jesus marcou e Fernandinho deu uma assistência. Já pelo lados dos Merengues, Vinícius Júnior, em grande jogada individual, também marcou.

O City abriu dois gols de vantagem nos primeiros 15 minutos, com gols de De Bruyne e Gabriel Jesus, antes de Benzema diminuir para o Real. No segundo tempo, Foden ampliou, com assistência de Fernandinho, mas os merengues reagiram rápido com Vinícius Júnior.

Quando Bernardo Silva marcou o quarto, parecia até que o quinto estava a caminho. Pouco tempo depois, contudo, Benzema marcou de novo e chegou ao nono gol nos últimos cinco jogos da Liga dos Campeões.

Com o resultado, o time inglês joga por um empate no jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira (4), no Santiago Bernabéu, às 16h.

O Real pode entrar no jogo decisivo do torneio europeu como campeão espanhol, título que pode ser confirmado no sábado, em duelo com o Espanyol, pela 34ª rodada da liga nacional. Já o Manchester City, brigando com o Liverpool pelo título inglês, vai encarar o Leeds, também no sábado, pela 35ª rodada.

O jogo

A troca de passes rápida e a boa movimentação do City deixaram o Real Madrid perdido em campo durante boa parte do primeiro tempo. A equipe inglesa empurrava os adversários para trás e achava espaço mesmo diante do congestionamento de jogadores merengues no campo de defesa.

A ausência do volante Casemiro, que começou no banco em razão de problemas musculares, parece ter impactado negativamente a marcação espanhola no meio de campo.

O domínio inglês foi convertido em bolas na rede ainda nos primeiros minutos, em dois lances de grande participação de De Bruyne. Primeiro, o belga cabeceou após cruzamento de Mahrez e superou o goleiro Courtois, aos dois minutos. Depois, aos dez, cruzou rasteiro para a área, onde Gabriel Jesus estava bem posicionado para bater e ampliar o placar em Manchester.

A partida continuou com o City persistente no ataque, inclusive com chances de alcançar uma goleada, mas Foden e Mahrez desperdiçaram boas oportunidades. Então, aos 31 minutos, os comandados de Guardiola fizeram algo pouquíssimo recomendado: deixaram Benzema dominar uma bola na área. O desfecho foi uma bola colocada pelo francês no canto de Ederson, aos 31 minutos.

Após o intervalo, toda a agressividade do City voltou ao gramado renovada, como mostrou Mahrez ao dar uma caneta em Militão e acertar a trave na sequência, em jogada de velocidade no primeiro lance de perigo do segundo tempo.

A próxima chegada acabou em gol. Aos sete, Fernandinho, que entrou na etapa inicial no lugar do lateral direito Stones, fez bem a função ao acertar um cruzamento preciso concluído por Foden, de cabeça, para o fundo da rede.

Vini decisivo

O volante participou de outro lance de gol três minutos depois, dessa vez tomando uma bola entre as pernas ao ser driblado por Vinícius Júnior, no meio de campo.

Depois de deixar o compatriota para trás, o brasileiro do Real Madrid avançou em velocidade pela direita, com o caminho livre à frente, e só parou dentro da pequena área, onde venceu o embate com Ederson, diminuindo a diferença para 3 a 2.

A diferença de um gol durou até 28 minutos, quando a defesa do Real deixou claro o quanto não estava focada.

Zinchenko foi derrubado por Kroos dentro da área e alguns atletas merengues pararam, imaginando que o árbitro marcaria falta, mas ele deu vantagem porque a bola ficou com Bernardo Silva, que soltou uma bomba e marcou um golaço. Aos 36, Benzema fez mais um e diminuiu, ao converter pênalti de cavadinha.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Internacional

Loading...