Nascido em Santa Catarina, Jorginho quer dominar a Europa novamente

Jorginho conquistou o Velho Continente defendendo as cores do Chelsea, quando conquistou a Champions League, e, agora, busca mais um título, mas pela Seleção Italiana

Itália e Inglaterra se enfrentam neste domingo (11), às 16h, em Londres, para ver quem será o campeão da Eurocopa. Se a renovada e ofensiva seleção inglesa conta com a juventude e a torcida a seu favor, os italianos apostam na força brasileira para dominar a Europa.

Jorginho com a camisa azul da ItáliaUma das principais peças da Itália, Jorginho, nascido em Santa Catarina, espera conquistar a Europa pela segunda vez – Foto: Divulgação/ND

Afinal, a equipe azurra conta com Emerson, Rafael Tolói e Jorginho no plantel. Este último, aliás, vive uma fase espetacular. O volante acabou de conquistar a Liga dos Campeões com o Chelsea sobre o Manchester City.

Natural de Imbituba, município localizado no Sul de Santa Catarina, Jorginho, de 29 anos, nunca atuou profissionalmente no futebol brasileiro.

Aos 15 anos, rumou para a Itália, onde se formou nas categorias de base do Hellas Verona. Após início difícil, com empréstimo para o modesto Sambonifaces, o brasileiro ganhou destaque. As boas atuações renderam uma transferência para o Napoli, em 2014, onde caiu nas graças do frenético treinador Mauricio Sarri.

Na equipe napolitana, o meia ganhou visibilidade nacional, sendo um dos principais atletas do time formado por Sarri.

Com cidadania italiana, foi convocado para defender a seleção nacional pela primeira vez em 2016. Anteriormente, o jogador chegou a atuar na base do Brasil, mas optou pela Itália por jogar desde jovem no país da Europa.

Com a ida de Sarri para o Chelsea, Jorginho se transferiu para o clube inglês por 50 milhões de euros (cerca de R$ 230 milhões), em 2018. Logo na sua primeira temporada em Londres, conquistou o título da Liga Europa sobre o rival Arsenal. Aos 28 anos, ele foi um dos pilares da conquista do bicampeonato da Liga dos Campeões pelo Chelsea, em maio deste ano, sendo eleito para a seleção do torneio.

Categoria

No caminho para a final, a seleção italiana encarou a Espanha. No tempo normal, a partida terminou 1 a 1 e na prorrogação o empate prosseguiu. Nos pênaltis, o talento do catarinense falou mais alto e paralisou a todos que estavam assistindo a disputa.

Era a última penalidade, se o brasileiro naturalizado italiano marcasse, sua equipe passava para a decisão. Jorginho, então, correu para bola de forma tranquila, deu um pequeno salto quando se aproximou da redonda e deslocou o goleiro suavemente. Gol, euforia e classificação.

NÚMEROS

Jorginho pela Itália na Eurocopa

  • Titular nos 6 jogos;
  • Acertou 93% dos passes (390/419) e 86% dos dribles (6/7);
  • Recuperou 43 bolas, além de 20 interceptações e 10 desarmes;
  • Não levou amarelos;
  • Converteu o pênalti que levou a Seleção à final.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Internacional

Loading...