OPINIÃO: É evidente que o Brasil não tem mais craques como outrora

Divulgação

O Brasil só tem um jogador indicado para melhor do mundo de 2015 na lista divulgada pela Fifa. O fato deixa evidente que o país não tem mais craques como outrora. Mas tal carência tem seu lado positivo. Como Neymar está realmente acima de média, tem possibilidades reais de ser eleito, pois os concorrentes diretos não ficaram assim tão distantes do atacante do Barcelona.

Além disso, basta uma rápida olhada nos 23 nomes escolhidos pela entidade para se concluir que não há nada de extraordinário na relação. Como se não bastasse, vale lembrar que Neymar tem sido praticamente a exceção na Seleção Brasileira, tanto que numa projeção não só otimista, mas real, o craque acabará superando Pelé como o maior artilheiro dos 101 anos de trajetória da equipe.

A Fifa não alimenta historicamente o hábito de indicar jogadores de outros continentes, além da Europa, incluindo sul-americanos, como se os nove títulos mundiais de Brasil, Argentina e Uruguai não valessem nada. Neymar talvez não fosse indicado, se por um capricho qualquer ainda jogasse por aqui, não importa o currículo que exibisse.

Num breve parênteses, é preciso alertar aos mais jovens que a Fifa passou a apontar o craque do ano a partir de 1991, e que a tarefa, de 1957 até então, era exclusividade da revista “France Football”, que até 1995 só elegeu atletas nascidos na Europa, ou naturalizados por algum país do continente. George Weah que ganhou naquele ano, era africano da Libéria e atuava no Milan.

Voltando a Neymar, é necessário ressaltar que o craque deve ser analisado prioritariamente sob o aspecto individual, pois pesa infelizmente contra si o retrospecto da Seleção nas últimas competições oficiais, embora essa sua ausência também possa servir de referência, ou seja, como o time verde e amarelo depende da sua presença, como foi possível observar nas duas primeiras partidas pelas Eliminatórias para a Copa de 2018.

É triste e preocupante saber que o Brasil não fabrica mais talentos, e pior, nas raras ocasiões em que o faz, eles não conseguem brilhar como em seus clubes de origem. Mas vale criar expectativa por Neymar, pois levando-se em conta o conjunto da obra, suas chances são efetivamente boas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Internacional

Loading...