Bolsonaro diz que “no que depender do governo” haverá Copa América no Brasil

Presidente da República disse em conversa a apoiadores nesta terça (1º) que protocolo para jogos será o mesmo da Libertadores e da Sulamericana

O presidente da República, Jair Bolsonaro, garantiu a realização da Copa América no Brasil, mesmo com o agravamento da pandemia do novo coronavírus.

A afirmação ocorreu durante a tradicional conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília, na manhã desta terça-feira (1º).

Bolsonaro não vê problemas na realização da Copa América no Brasil – Foto: Marcos Corrêa / PRBolsonaro não vê problemas na realização da Copa América no Brasil – Foto: Marcos Corrêa / PR

“Fui instado pela CBF [Confederação Brasileira de Futebol], ontem (31), conversei com todos os ministros interessados e, de nossa parte, positivo”, disse.

Bolsonaro atribuiu às críticas para a realização do torneio de futebol em solo nacional à pressão da TV Globo, que não tem neste ano os direitos de tramissão do campeonato. Na avaliação do presidente, se outros campeonatos locais e de fora são realizados no Brasil, não há razões para impedir a realização do evento esportivo.

“Agora, movimento da Globo contrário, porque o direito de transmissão é do SBT. Não está havendo jogo da Libertadores? Não está havendo da Sulamericana? Não começam agora, na sexta-feira [25], as Eliminatórias para a Copa do Mundo? Ninguém fala nada, não tem problema nenhum”, argumentou o chefe do executivo federal.

“É a pressão dessa imprensa chamada Globo. No que depender de mim, de todos os ministros, inclusive o da Saúde, haverá. Já está acertado. Protocolo é o mesmo da Libertadores, é o mesmo da Sulamericana. Temos jogo da Eliminatórias e da Libertadores”, acrescentou.

Bolsonaro relembrou de sua visita ao Equador, próximo adversário da seleção brasileira nas Eliminatórias, para a posse do presidente Guillermo Lasso. “Por coincidência estive lá há duas semanas e o que minha equipe teve de fazer? Um exame no dia interior. E fomos e voltamos. Futebol é a mesma coisa. Não tem que inventar nada agora no tocante à Sulamericana [na verdade, Copa América]. Haverá Sulamericana [Copa América] no que depender do governo federal”, afirmou.

Aos apoiadores perguntou se alguém é contra o torneio no Brasil e, antes da resposta, ironizou a TV Globo. “Alguém é contra? [Então] Vamos acabar com a Libertadores também. TV Globo: perderam. E abre o olho para 2022.”

Após o anúncio da Conmebol da realização do torneio em solo brasileiro, nesta segunda (31), o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, disse no final da tarde que o governo federal ainda não deu o aval para a realização da Copa América 2021 no Brasil.

Evento não terá público

Depois de reunião no Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro, ministros e representante da CBF, Ramos afirmou que, caso seja liberado, o evento não terá público, deverá reunir 10 times, com 65 pessoas de cada delegação vacinadas.

Inicialmente, o torneio seria disputado em Colômbia e Argentina. Porém, os problemas políticos e sociais no primeiro país levaram a organização a decidir levar os jogos apenas para a Argentina. No domingo, contudo, a confederação sul-americana informou que, diante da pandemia do novo coronavírus, a Argentina não poderia receber o tradicional torneio de seleções.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Sul-americano