Conteúdo por Gazeta Esportiva

Corinthians deve concluir negócios de Pedrinho e Yony assim que Andrés voltar

O Corinthians está muito próximo de concluir as negociações sobre Pedrinho e Yony González, ambos junto ao Benfica. A Gazeta Esportiva apurou que a viagem de Andrés Sanchez ao Paraguai, para acompanhar o time na estreia da Copa Libertadores da América, retardou o fim das tratativas.

Mesmo após chegar da Europa na segunda-feira, o presidente corintiano decidiu acompanhar o grupo nesta terça. A delegação retorna já no início da madrugada de quinta, pouco depois do confronto com o Guaraní, em Assunção.

Pedrinho jogará seu último semestre no Corinthians com a camisa 10

Do montante à vista, o Corinthians tem direito a 70%, enquanto o restante é de direito do empresário do atleta. A repartição deste dinheiro ainda pode sofrer alteração, dependendo do tipo de acordo que for selado.

Até lá, o jogador de 21 anos, criado nas categorias de base do Timão, vestirá a camisa 10 alvinegra. Por ora, Pedrinho segue com a Seleção Brasileira Sub-23.

Já Yony González ficará por empréstimo até dezembro. O Corinthians não vai precisar pagar pelo negócio, mas terá de arcar com todo o salário do atacante colombiano.

Se ao fim do vínculo Yony fizer 30 partidas pelo Corinthians, o clube do Parque São Jorge será obrigado a comprar o jogador por 3 milhões de euros (R$ 14 milhões), em três parcelas. As partes ainda não definiram se a meta atribuída a Yony que pode forçar a aquisição corintiana será atrelada apenas a atuações como titular ou sobre qualquer participação.

Yony González, pedido de Tiago Nunes e ex-Junior Barranquilla e Fluminense, só poderá ajudar o Corinthians na Copa Libertadores a partir da fase de grupos, diferente de Pedrinho, que foi inscrito também nas fases preliminares.

Os negócios estão muito perto de um desfecho. Quinta-feira, com Andrés Sanchez de volta, tudo deverá se tornar oficial em pouco tempo.