Meia do Atlético-PR é alvo de montagem racista em rede social

Nikão é comparado a um macaco em página no Facebook. Episódio gera uma troca de ofensas de cunho racista entre torcedores do Furacão e do Atlético-MG nas redes sociais

Divulgação

O preconceito racial voltou à tona no mundo do futebol. Às vésperas do Atlético-PR encarar o Sportivo Luqueño (PAR), no Estádio Feliciano Cáceres, o meia Nikão foi comparado a um macaco em uma montagem divulgada no Facebook.

Além da montagem, publicada no grupo “La Voz del Hincha Luqueño”, a imagem trouxe como legenda: “Encontre a diferença”. A foto rendeu protestos dos torcedores, e a página foi retirada do ar.

Porém, a publicação rendeu uma troca de ofensas de cunho racista entre torcedores do Furacão e do clube de Luque. Foram espalhadas mensagens e montagens chamando os torcedores do Furacão de “macacos”, enquanto os brasileiros rebateram, definindo os paraguaios como índios e até mencionando a Guerra do Paraguai, ocorrida entre 1864 e 1870: “Paraguai, nosso quintal desde o século XIX”.

As duas equipes se enfrentam nesta quarta-feira, às 20h, no jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana. No primeiro jogo, o Furacão venceu por 1 a 0.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...