A explicação da interdição da Arena Joinville

Carlos Junior/Arquivo/ND

Fernando Krelling explica a interdição

Ontem, conversei longamente com o presidente da Felej, Fernando Krelling, para entender o porquê de mesmo com os laudos dos bombeiros e da polícia militar aprovado, a Arena foi novamente interditada. Krelling revelou: “Este é um problema que se arrasta desde 2004, quando a Arena foi inaugurada. O laudo preventivo de incêndio nunca foi feito”.

“Obra inexistente”

O mandatário deu fortes declarações: “O projeto preventivo de incêndio está sendo feito desde fevereiro do ano passado. Essa demora se deu ainda mais porque o segundo anel da Arena foi feito sem alvará de construção e também não tem alvará de conclusão de obra. No papel, é uma obra inexistente. Então, o projeto de incêndio só poderia ser feito depois que regularizasse o resto”.

Os pedidos

O TAC (Termo de Ajuste de Conduta) feito pelo Ministério Público em 2010 solicitava 19 melhorias. Destas, 18 foram solucionadas em 2013 segundo Krelling restando apenas o laudo preventivo de incêndio: “E justamente quando estávamos fazendo, interditaram a Arena. Como iríamos fazer o preventivo, se na verdade nem existia a obra. Mas vamos fazer tudo para liberar a Arena o mais rápido possível”, desabafou. A Felej espera em dez dias organizar tudo. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...