A hora da Liga

Primeira Liga inicia na semana que vem com a queda de braço entre clubes e federações

O pontapé inicial da Primeira Liga acontece na semana que vem e, quanto mais chega o dia do início, maior é a pressão da cartolagem das federações, principalmente a carioca que, com ajuda da CBF, abriu pé de guerra contra Flamengo e Fluminense, buscando ir até à Fifa para puni-los. Bateu o desespero, já que foi criada uma sombra, ainda que tímida, para o período dos estaduais, onde as federações buscam o seu sustento para todo o ano. As outras, exceto a catarinense, torcem para que a iniciativa não dê certo.

Até agora, os clubes resistem e preferem pagar para ver. Tecnicamente, a competição pode não ser isso tudo. A tendência é que ganhe força no ano que vem. Mas ela tem uma grande importância política, já que a confederação será desafiada a fazer o que está ameaçando. Os próximos passos dessa batalha serão importantes. O resultado do torneio até fica em segundo plano, tanto que clubes estão vendendo o mando para capitalizar o máximo possível. O Avaí, por exemplo, não está errado em levar o jogo contra o Grêmio para Chapecó. Com a Ressacada em obras, não é momento para desperdiçar dinheiro, ainda mais na situação em que o clube se encontra. Melhor jogar lá e encher o cofre.

Galinha dos ovos de ouro

Em tempo de recessão, clubes grandes e pequenos correm para Brasília atrás do mais generoso patrocinador do futebol nacional. Sozinha, a Caixa Econômica Federal responde por quase 40% da verba publicitária nos clubes da Série A. Além disso, são capazes de injetar nos clubes um valor que é muito difícil de conseguir junto a empresas privadas. Para 2016, o investimento em futebol passou de 100 para 186 milhões de reais. Muitos políticos aproveitam para ajudar os seus clubes de coração. Aqui no Estado, onde Figueirense e Chapecoense já contam com o patrocínio da Caixa, reuniões já foram agendadas para tentar uma graninha para Criciúma e Inter de Lages. Por outro lado, muitos clubes correm para arrumar as negativas necessárias para poder receber dinheiro do banco público.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...