Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


A incoerência sobre a volta do futebol

A VOLTA DO FUTEBOL

O problema sobre o debate da volta do futebol é que as concessões dos governos estaduais e municipais para alguns setores, tiraram das discussões coerentes, se é correto e prudente o retorno do futebol.

A margem deixada pelos governantes – que permitem a abertura de centros comerciais – e até alguns esportes e academias, por exemplo, mas impedem a volta da bola rolando nos gramados – mesmo com todos os protocolos de saúde em ação, acabam aflorando nos torcedores em geral, um sentimento no qual eles são especialistas em relação ao futebol: a emoção nas análises sobre o assunto.

Como explicar para o Tito, um senhor torcedor do Avaí, morador ali da Tapera que o futebol não pode voltar por causa do contato pessoal e prevenção, se minutos antes esse mesmo torcedor esteve no mercado público para comprar a sua tainha e pegou fila para pagar o seu produto? Sendo que antes ele passou na lotérica – e pegou fila – para receber o seu ordenado.

Como explicar para a alvinegra Nádia de Barreiros, em São José,  que a partir de terça (17) os ônibus estarão liberados na capital, mas o futebol – sem torcida – ainda não pode?

O problema, repito, não é se a volta do futebol vai ou não aumentar o número de infectados pelo coronavírus, o complicado é explicar para a maioria dos torcedores porque uma atividade é permitida, inclusive com aglomerações e

. – Foto: .. – Foto: .

outras, como a volta do campeonato catarinense, não pode.