Avaí renova com o meia Cléber Santana e anuncia a permanência de Hemerson Maria

Clube azurra investe pensando na Série B e no retorno à Série A em 2013. Treinador passa de interino para efetivado

Arquivo Pessoal/ND

Túnel do tempo
Clássico entre Figueirense e Avaí, no Scarpelli. Zé Carlos é o goleiro do Avaí e no lance o zagueiro Maneca, sendo que Cabral e Edson, do Figueirense, observam a jogada.

Divulgação/ND

Família unida
O alvinegro Jorge Luiz, ao lado dos herdeiros Peter e Jorge Filho, fazendo o gesto do “tamo junto” do Clube da Bola, trabalha em dias de jogos nos estádios e é gente nossa. Está feliz com o início de ano do Alvinegro e sonha com o título estadual.

Série D 1
Leitor Fabiano Walter é contra a extinção da Série D e lembra que a antiga Série C também era “uma tragédia em termos de organização e faturamento, justamente porque se inscreviam dezenas de clubes, regulamento confuso e um calendário que, para os eliminados nas primeiras fases, se limitava a alguns poucos jogos”. Fabiano entende que a Série D pode ser melhor organizada.

Série D 2
“Não há dúvidas de que a Série D é deficitária, mas retirá-la do calendário será ainda pior pelos efeitos que poderão ser causados. O primeiro é a regressão da Série C para o que era antes. Outro, é impedir que os clubes menores tenham um calendário que possa preencher o restante do ano. Imagine o Metropolitano sem Série D, o que faria no restante do ano?”, opina Fabiano Walter.

Saudade
Leitor Paulo Bittencourt gostou da foto que publiquei ontem na seção Túnel do Tempo, em que foi possível rever o ex-zagueiro Adairton. Ele destaca que “por ser amante do futebol e leitor assíduo da coluna, gostaria de lembrar que Adairton também foi jogador do glorioso Metropol, de Criciúma. Ele fazia dupla de zaga com Di, oriundo do Olímpico, de Blumenau”.

Bem-vindo
Ex-atacante Fantick, manezinho da Barra da Lagoa, que atuou com destaque no Avaí, e teve passagens por Criciúma e Joinville, ataca agora como comentarista, além de corretor de imóveis. Mais um ex-atleta que repassa aos ouvintes a experiência adquirida dentro de campo.

Ex-interino
Duas decisões acertadas da diretoria do Avaí: Hemerson Maria permanece como treinador para a Série B e o contrato do craque Cléber Santana será refeito e renovado até o final deste ano, garantindo a permanência dele ao longo de todo o ano. Na mosca.

Falha grave
Um determinado chargista, que trabalha em um grupo de comunicação, aqui na Capital, falhou feio ao trocar o mascote do Avaí, que para ele seria o tubarão, mas na verdade é o leão. É claro que o “estrangeiro” sabe de quais times pertencem o saci e o mosqueteiro. Pior é que ainda publicaram essa vergonha.

Bem cotado
Nossa média de público é de 3.486 pagantes por partida em Santa Catarina, enquanto no Paraná é de 1,9 mil e no futebol gaúcho de 2,1 mil. Perdemos para a média do Paulistão (5 mil por jogo), Minas Gerais (5,8 mil) e ganhamos do Rio, com apenas 2,4 mil pagantes por rodada, mesmo contando com grandes times e muitos craques no futebol carioca.

Bola Cheia
Para os torcedores que estão se mobilizando para as duas partidas envolvendo a dupla da Capital, neste domingo. No Scarpelli, a procura por ingressos é grande e a torcida alvinegra vai em peso a Joinville. Na Ressacada, mobilização total, mesmo que a capacidade da Ressacada tenha sofrido uma redução.

Bola Murcha
Desde a década de 80, 155 torcedores morreram em confrontos entre torcidas organizadas rivais, seja no entorno dos estádios ou mesmo em dias sem partidas oficiais. Atualmente a situação está incontrolável no futebol goiano, com gangues fazendo justiça com as próprias mãos.