Chapecoense vai ter que jogar muito para parar o time do Cruzeiro. Raposa vem com tudo

Time mineiro já eliminou o Rio Branco do Acre por 6 a 0 e também não quer saber de jogo da volta com o time catarinense

Túnel do tempo

Arquivo Pessoal/ND

Balduíno sorridente no antigo banco de reservas do Figueirense, no Scarpelli. De agasalho do clube, o ex-roupeiro Marcondes.

Mentalidade
Há três anos, os brilhantes dirigentes do futebol catarinense assinaram o contrato para televisionamento de um jogo por rodada na televisão aberta e um para a televisão fechada. Quem quiser mais, tem que pagar uma multa, mas como a maioria anda dura, fica assim.

Não fecha
Está evidente que Figueirense e Avaí perdem até para a agência de publicidade que há anos trata da renovação de contrato com o grupo de comunicação gaúcho, tanto que fica com 13% da fatia. Por que o Zunino sempre renova com eles, eu não sei explicar.

Baladinhas
A boleirada curtiu a folga depois da rodada do último final de semana e desfilou no El Divino. Em um camarote, o meia Roni não economizou no espumante e foi acompanhado por Talheti e Deretti. Já o lateral Patric comandou o camarote azul com o goleiro Diego e outros juniores. Até o Rafael Costa e o Pantico, do Metropolitano, vieram curtir o bom pagode de domingo.

Peru de fora
O comentário nos bastidores, e com o aval de especialistas, é que o atacante Héber deveria ser operado da fratura que sofreu e não apenas uma recuperação natural, como pretende o Figueirense. Como não sou da área, fico apenas de butuca.

Na bronca
Leitora Mônica Magalhães manda e-mail se queixando da atitude da PM, que proibiu a entrada de torcedores com rádios de pilha, na Ressacada, no último domingo: “Policiais militares estavam no Portão 4, do setor D, e sem nenhuma educação estavam proibindo o acesso também com guarda-chuvas.Confiscaram os objetos sem garantia de devolução ao final do jogo. Nenhum funcionário do clube estava no local para orientações. Desde quando não se pode entrar em estádios com guarda-chuvas e rádios de pilha? Isso não consta no Estatuto do Torcedor, Lei 10.671, de 15 de maio de 2003”.

Boa sorte
O jovem goleiro Neto é catarinense de Rio do Campo e vai estar na foto do título do returno, porque não vejo condições para o Camboriú colocar água no chope do Figueirense. Neto estaria entrando numa fria ao substituir o ídolo Wilson? Creio que não. 

Primeira vez
Cléber Santana destacou que nunca perdeu tantas penalidades num clube só, como está acontecendo agora no Avaí. Ele bateu quatro pênaltis e perdeu três. No Santos, marcou perto de 30 gols, sendo 16 de penalidade máxima. Isso é coisa de olho grande.

Demorou
O afastamento do goleiro Andrey chegou atrasado, porque eu já havia alertado sobre as falhas dele nos últimos jogos do Tigre. Na partida de domingo, falhou em, no mínimo, dois gols. Também não era motivo para afastar do elenco, mas ele é meio nariz em pé.

Sucesso
Gilmar, ex-goleiro do Avaí, é o atual treinador do Veranópolis e já levou o time gaúcho para a Série D, além do título de campeão do interior do Rio Grande do Sul. Gilmar fez curso de oratória com o professor Silvio Luzardo, do Senac. Quem se prepara, chega sempre bem.

Bola Cheia
O Cruzeiro é o favorito para a partida desta noite em Chapecó e até pode eliminar o jogo de volta, pois tem um elenco muito superior ao da Chapecoense. A Raposa, que goleou o Rio Branco (AC) por 6 a 0, também não vai querer dar mole para o Verdão.

Bola Murcha
Adriano Imperador emplaca novamente as páginas policais, desta vez por conta de uma festinha na sua mansão e que rolou som alto até madrugada, o que acabou incomodando uma vizinha que não gosta nada da turma dele. Esse não tem mais jeito na vida.