Conteúdo por Gazeta Esportiva

Cobrado pelo Nacional, Palmeiras chega a acordo por pagamento de Viña

Palmeiras e Nacional estabeleceram um acordo para completar o pagamento da primeira parcela pela contratação do lateral esquerdo Matias Viña. O clube uruguaio cobrou o time alviverde e, inclusive, se mostrou disposto a levar o caso à Fifa, algo que não será necessário.

A informação foi noticiada pelo Esporte Interativo. Dirigentes dos dois clubes combinaram que os 500 mil euros (aproximadamente R$ 3 milhões) pendentes da primeira parcela serão pagos pelo Palmeiras, no máximo, no dia 15 de julho.

O Palmeiras contratou Matias Viña por 3,5 milhões de euros e se comprometeu a pagar em três parcelas. Em março, porém, o clube desembolsou 1 milhão de euros e pediu para quitar os outros 500 mil em abril. Posteriormente, prejudicado pela pandemia de covid-19, tentou postergar para o segundo semestre.

O Nacional, porém, exigiu o pagamento, já que contava com os valores em seu planejamento financeiro. O clube uruguaio, então, cobrou o Palmeiras e estabeleceu um prazo de 10 dias para resolver o assunto, período que, na prática, termina nesta sexta-feira.

Matias Viña foi escalado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo em seis partidas e teve bom desempenho. Atualmente, do Uruguai, o lateral esquerdo vem cumprindo o programa de treinamento a distância estabelecido pelo Palmeiras durante a pandemia de coronavírus.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Futebol