Conteúdo por Gazeta Esportiva

Com briga acirrada na zaga, Vitor Hugo aprova cinco trocas por jogo

Como medida extraordinária diante da pandemia de coronavírus, a Fifa resolveu permitir temporariamente um total de cinco substituições por partida após a retomada do futebol. A medida é aprovada pelo palmeirense Vitor Hugo, que precisa enfrentar concorrência acirrada na zaga.

“Acho que é bacana, porque abre um leque maior para os técnicos. Podem manter a intensidade do esquema de jogo por mais tempo ou até mudar completamente o esquema do time mesmo durante a partida. Vai deixar o espetáculo ainda mais emocionante para o torcedor”, disse o zagueiro à Gazeta Esportiva.

Atrapalhado por uma cirurgia na região inguinal, realizada no fim do ano passado, Vitor Hugo participou de apenas duas partidas nesta temporada. Para a defesa, além de Gustavo Gomez e Felipe Melo, o técnico Vanderlei Luxemburgo conta ainda com Luan e Emerson Santos.

“Ajuda demais, né? Quanto mais chances de entrar, melhor!”, disse Vitor Hugo, sobre as cinco trocas. “Apesar de que a situação de ser ou não utilizado em determinadas partidas é muito variável, porque teremos vários jogos em diferentes competições e vai que, quando eu estiver como titular, ele resolve mexer na defesa. Por esse lado, também terei mais chances de sair e ninguém gosta disso”, completou o zagueiro, rindo.

Para aumentar o número de substituições por partida até o final do ano, a Fifa levou em conta que os atletas possivelmente precisarão disputar jogos com menos dias de intervalo e em diferentes condições climáticas. A mudança depende dos organizadores dos torneios e deve ser empregada pela CBF.

Impedido de frequentar o centro de treinamento por conta da pandemia de coronavírus, Vitor Hugo vem cumprindo o programa de trabalhos a distância criado pelo Palmeiras. A Federação Paulista de Futebol (FPF) e seus afiliados retomarão as atividades apenas com aval das autoridades sanitárias municipais e estaduais.

+

Futebol