Conteúdo por Gazeta Esportiva

Com irmão na Itália, Bruno Henrique prioriza preservação da vida

Há mais de 60 dias sem disputar uma partida oficial, Bruno Henrique vem realizando o programa de treinamentos a distância criado pelo Palmeiras da casa de seus pais, no interior do Paraná. Com um irmão que joga futsal na Itália, o volante privilegia a preservação da vida durante a pandemia de coronavírus.

“Meu irmão, por enquanto, está lá com a família. Passaram um momento difícil e ficaram quase dois meses sem sair de casa”, descreveu, já que a Itália foi um dos países mais afetados pela covid-19. “Estão esperando o momento para voltar ao Brasil em segurança”, completou.

Impossibilitado de trabalhar na Academia de Futebol, o Palmeiras montou uma dinâmica especial. Do centro de treinamento, os preparadores físicos do clube demonstram como os exercícios devem ser feitos e os jogadores, a distância, cumprem as propostas.

“Estou louco para voltar a treinar e jogar, mas, infelizmente, no momento não tem como. O que dá para fazer é esperar pelas autoridades e pelo momento certo para retornar com segurança. Isso é o mais importante: preservas as nossas vidas, as vidas de quem trabalha, as vidas das famílias”, disse Bruno Henrique.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) e seus afiliados decidiram aguardar pelo aval das autoridades sanitárias municipais e estaduais para retomar as atividades. Nesta sexta-feira, o elenco palmeirense completou a segunda semana seguida de trabalhos a distância.

“A gente gosta de espaço, de correr. O futebol é um esporte de contato e precisa de pessoas para se desenvolver. Então, não é muito legal (treinar a distância), não. Mas é o que tem para fazer. Infelizmente, estamos vivendo isso e precisamos manter a condição física”, comentou Bruno Henrique.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol

Loading...