Criciúma em campo pela Copa do Brasil e adversário também tem tradição na competição

Tigre eliminou o Madureira e o Atlético Paranaense despachou o Sampio Corrêa (MA). Confronto será o primeiro pela Copa do Brasil

Túnel do tempo

Arquivo Pessoal/ND

Time do Avaí entra em campo no estádio Adolfo Konder, ainda em construção. Nizeta (D) puxa a fila. Década de 30.

Torcida
Wilmar Teixeira mora em Tijucas, mas é avaiano fanático e me acompanha faz muitos anos. Temos um amigo em comum, o discotecário Maurício Albatroz, músico das sextas-feiras no Emporium da Bocaiúva. Todos da melhor qualidade e de sangue azul.

De onde veio?
O Figueirense foi punido em R$ 2 mil pelo TJD apenas porque um torcedor decidiu atirar uma ou mais pedras de gelo no trio de arbitragem que apitou Figueirense x Chapecoense. Algumas perguntas: quem cedeu as pedras de gelo?; qual foi o bar do estádio? Isso merece uma investigação do clube, para que não venha a acontecer novamente. Ou alguém acha que uma pedra de gelo não machuca?

Que coisa
Faz quatro rodadas que o Metropolitano não vence e vinha muito bem sob o comando do César Paulista. Desde a goleada sofrida para o Figueirense no Sesi, o time desandou. Para tentar descobrir o que está dando errado, a diretoria pediu a ajuda de um padre, um pastor e um psicólogo. Além disso, adotou a lei do silêncio, proibindo os jogadores de darem entrevistas.

Dá-lhe, Tigre
A quinta-feira reserva o confronto entre Criciúma e Atlético Paranaense, o primeiro da história entre ambos, pela Copa do Brasil. O Furacão paranaense eliminou o Sampaio Corrêa e o Tigre bateu o time carioca do Madureira. Pela fragilidade dos adversários, ficamos sem uma boa referência. A delegação do Atlético Paranaense encarou 500 quilômetros de ônibus até Criciúma.

Eles querem
Recebo dezenas de e-mails por semana de torcedores apoiando a entrada da RIC na negociação para a transmissão do próximo Campeonato Catarinense. Posso citar alguns nomes, como João Batista Martins, Eduardo Costa e Nazareno da Silva.

Processa o cara
O dodói do atacante Lenny mais uma vez ataca o Figueirense e o competente departamento médico do clube catarinense. Para o site UOL ele declarou que “tem algo grave acontecendo lá” e destacou que “não havia estrutura no Figueirense”. Lenny é reserva no Boavista do Rio. Sugiro um processo por calúnia e difamação, porque Lenny não pode continuar agindo de má fé.  

Camisa 100
O volante Bruno vai completar o seu centésimo jogo com a camisa do Avaí. Já o critiquei pelas entradas descabidas que dava e por levar muitos cartões, mas sempre reconheci que Bruno tem a alma de avaiano, é guerreiro e joga por amor ao clube. Parabéns, Bruno.

Bola Cheia
Uma vitória na Ressacada praticamente assegura o título do returno ao Joinville, que depois terá o Brusque na Arena, enquanto o Criciúma terá que vencer o Metropolitano, já que irá até Chapecó na última rodada. O JEC pode antecipar o título domingo.

Bola Murcha
Dez jogadores foram liberados pelo Marcílio Dias, que dá início ao processo de reestruturação do elenco. Muitos jogadores não honraram a profissão e aprontaram demais na região, principalmente nas baladas, churrascos e bebedeira.