Criciúma inicia testagem de jogadores e demais funcionários na segunda-feira

Ao todo 57 testes para a Covid-19 deverão ser realizados até a manhã de terça-feira; pessoas com exame positivo serão afastados

O Criciúma inicia na próxima segunda-feira (15) a testagem de jogadores, comissão técnica e demais funcionários para a Covid-19. Ao todo serão realizados 57 testes com previsão de término na manhã de terça-feira (16).

Clube soltou comunicado oficial em seu site – Foto: Reprodução/Criciúma E.CClube soltou comunicado oficial em seu site – Foto: Reprodução/Criciúma E.C

Os jogadores serão os primeiros a serem testados. Em sequência a comissão técnica e demais funcionários que tenham contato direto com o futebol do clube.

Conforme o médico do clube, Dr. Ricardo Furtado, os atletas que testarem positivos serão afastados. “Será feito o acompanhamento da família dos atletas que testarem positivo, além do acompanhamento de outro atleta que tiver contato direto com eles”, explica.

No entanto, o jogador que tiver contato com outro contaminado, em um primeiro momento, não será afastado, apenas monitorado.

Leia também:

Sem aglomeração

Para evitar aglomerações, a equipe médica do Tigre dividiu os grupos. A cada 10 minutos entra um jogador e realiza o teste. Após a testagem é feita a higienização do local.

Após o retorno dos treinamentos, marcado para a próxima quarta-feira (17), cada jogador ou funcionário terá o aferimento da temperatura corporal e irá responder uma série de perguntas sobre os sintomas suspeitos da Covid-19 já na entrada do Centro de Treinamento.

“Dependendo do sintoma o atleta será testado novamente ou será considerado grande suspeito e será afastado preventivamente”, explica Furtado.

Jogos com público

Na última quarta-feira (10) o Tigre enviou um ofício ao Governo de Santa Catarina pedindo um esclarecimento sobre algumas questões relativas ao retorno do Campeonato Catarinense, marcado para o dia 8 de julho.

O clube pediu uma resposta mais clara do governo sobre a presença de torcedores nos estádios. O decreto assinado pelo governador Carlos Moisés proíbe qualquer aglomeração em eventos até 5 de julho e o clube entende que a presença do público estaria liberada na sequência se outro decreto não for publicado.

A proposta do Criciúma é de realizar as partidas com 30% da capacidade do estádio Heriberto Hülse e com os torcedores presentes mantendo uma distância de 1,5 metro.

Furtado no entanto, reitera que, no momento, um estádio com grande torcida seria um risco. “Caso os torcedores voltem, teria que ser somente com 20 a 30% da capacidade e com grande distanciamento”, explica.

“Um rígido protocolo deverá ser seguido. Não podendo formar filas, aglomerações. Bares permaneceriam fechados”, completa.

+ Futebol