Derrota e apatia

Nesta quarta-feira (9), na região metropolitana de Porto Alegre, o JEC perdeu pelo placar mínimo para o Novo Hamburgo, na estreia da Copa do Brasil. Com o time praticamente inteiro reserva, o Tricolor  fez uma de suas piores partidas na temporada. Mesmo com um jogador a mais durante o segundo tempo inteiro, o JEC, sem um meia de criação, não se encontrou em campo e não buscou o importante gol fora de casa. A entrada, mesmo que tardia de Gustavo Sauer, aos 26 minutos do segundo tempo, deu outra dinâmica ao setor, mas ali o Tricolor já perdia por 1 a 0 e estava totalmente desorganizado em campo. O ataque com Jael e Edigar Júnio, considerados titulares da equipe principal, também não fizeram uma boa partida e pouco produziram. O que mais preocupou é que o goleiro Vinícius, do Noia não fez uma defesa durante  os 90 minutos de jogo. O jogo serviu para mostrar claramente uma coisa: o Tricolor não tem um banco tão qualificado quanto se imaginava.

Carlos Junior/ND

Atacante Alex não teve boa atuação como meia-armador

Errou

Hemerson Maria tem insistido em transformar Alex, atacante de ofício, em meia- armador. Ontem, ficou mais do que claro que Alex não tem o menor cacoete para realizar esta função. Saci encaixou bem como ponta-esquerda porque já tinha feito esta função em outros clubes. Agora, Alex jogou a vida inteira nesta função e se percebe claramente que ele não rende nem 30% do que é capaz jogando como meia. Hemerson Maria errou, mas ao menos num jogo onde resultado é totalmente capaz de ser revertido dentro no próximo dia 22. Agora, é deixar Alex como atacante lá na frente.

Washington

Apesar de não ter entrosamento com a equipe, fez uma partida boa taticamente. Foi bem nos desarmes e mostrou que jogando ao lado de meias qualificados, pode render muito mais do que ontem. Foi bem auxiliando na cobertura das subidas dos laterais. Será muito útil na Série B.
Mais dois
Thiago Medeiros tem contrato até o final do Catarinense, mas deve ser devolvido ao Flamengo-RJ. Não fez uma partida que justificasse uma prorrogação no seu contrato. E o que dizer de Glaybson? Perdeu a vaga para um volante que se apresentou na segunda e não tinha o mínimo entrosamento. Isto sim é não ter confiança do treinador. Será dispensado.

Urgente!

De todas as posições que estão carentes, a que precisa ser solucionada com urgência é o meio de campo. Pelo menos um atleta de bom nível técnico tem de ser contratado, já que Wellington Bruno não retornou, Marcelo Costa é a única referência no setor. Gustavo Sauer, de forma estranha, não tem a confiança de Hemerson Maria.

Oh, Jael!

Totalmente desnecessária as declarações do atacante Jael ao final do jogo: “Tem jogador que tem de aprender a fazer a sua função dentro de campo. Cada atleta tem que ter inteligência para usar a sua característica na sua posição”. Sem se referir diretamente a atleta algum,  o camisa 9 do JEC saiu esbravejando.

Reclama com ele…

O único que realmente não cumpriu sua função foi Alex, que atuou como meia-armador. Mas aí a opção foi do técnico Hemerson Maria. Então, tem de reclamar diretamente com o comandante. E tem outra, na véspera do jogo mais importante do semestre, Jael poderia ter evitado falar isto ou resolver internamente.

E o Francis?

O lateral-direito Eduardo foi para o Criciúma, mas deixou uma escola em Joinville de como cruzar errado. E Francis parece ter lido algumas apostilas. O atleta atua como segundo atacante e abusou do direito de errar cruzamentos quando improvisado na direita. Errou todas as suas tentativas, deixando a comissão técnica de cabelo em pé .

Muito abaixo

Wellington e Saci e Edigar Júnio estavam visivelmente com a cabeça no clássico de domingo. Ambos não jogaram nem metade do que já mostraram pelo Estadual. Mas isto é totalmente natural e aceitável. Não dá nem para cobrar da dupla algo diferente, porque nitidamente se preservaram para a final.

Começa hoje

A venda dos ingressos para a grande final entre Figueirense e JEC no domingo às 16h no Orlando Scarpelli. Os bilhetes podem ser adquiridos na Toca do Coelho da Arena Joinville à partir das 10h ao custo de R$ 60. Vale lembrar que os 1.200 ingressos estão disponíveis até sábado apenas para os sócios

Leitor na rede

Peter Prachthäuser  – Nossos reservas provam que precisamos de alguns reforços pra temporada…

Giro da Bola

Caro, Peter. A derrota mostrou muito que o JEC precisa de pelo menos mais um zagueiro, um lateral-direito, dois meias e um atacante de ofício. Série B é um campeonato longo e muito acirrado. Sinceramente, acredito que nem o presidente Nereu imaginava que os suplentes estavam tão abaixo dos titulares. A prática mostrou.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...