Conteúdo por Gazeta Esportiva

Botafogo diz que pediu dez dias treinos em reunião na Federação

(Foto: Divulgação/Vítor Silva)

O Botafogo tem jogo marcado para segunda-feira contra a Cabofriense pelo Campeonato Carioca. Mas garante que não vai colocar o time em campo. Carlos Augusto Montenegro, membro do Conselho Gestor do clube, protestou novamente contra a decisão da Federação de Futebol do Rio de Janeiro em reiniciar a competição no momento em que a pandemia do coronavírus segue sem controle na cidade e até mesmo no Brasil.

O elenco botafoguense nem sequer reiniciou os treinos de campo, ao contrário dos rivais Flamengo e Vasco. “Não vamos jogar. O que é? W.O? Não vamos jogar? Pode ser até que estejamos treinando na hora do jogo e se aparecer alguém lá, a gente chama a Cabofriense para entrar. Delegado, súmula, não vai entrar no estádio. Ninguém vai obrigar o Botafogo a expor jogadores para depois jogar um Campeonato Brasileiro inteiro. Hoje teve Arsenal e City e vimos vários jogadores machucados”, comentou Montenegro, em entrevista ao Sportv.

O dirigente botafoguense revelou que, mesmo insatisfeito, aceitou jogar o Campeonato Carioca a partir de 1º de julho. Mas a solicitação do clube não foi aceita. “Botafogo e Fluminense querem terminar o campeonato no campo, tem gente brigando por Copa do Brasil, contra o rebaixamento e por vaga em semifinal. Mas nos respeitem como respeitamos quem foi treinar. Eu pedi dez dias, iria jogar dia 1° e 4 de julho sob protesto. Não aceitaram”, comentou.

Montenegro ainda apontou que a pressa em terminar o Campeonato Carioca não irá antecipar outras competições. Ele acha que o Campeonato Brasileiro só irá começar a partir do mês de agosto, isso se a pandemia for controlada no Brasil.

“Querem jogar agora para ficar mais 50 dias parados. Não se entende o motivo de querer acabar isso. Vamos entrar na Justiça? Acho que não, não preciso da Justiça, mas vou dormir bem. Se acham que devemos perder pontos, tirem os pontos. Vou preservar jogadores e comissão técnica para outros campeonatos. Eu lamento, iria ajudar outros clubes contra rebaixamento e o próprio Botafogo tinha chances na competição, mas se desprezam Botafogo e Fluminense, então que terminem o campeonato sozinho”, comentou.