Eia, futebol

Nos pênaltis, o Flamengo venceu o favorito Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Depois de estar vencendo por 2 a 0 no primeiro tempo, o Timão afrouxou a marcação e permitiu o empate rubro-negro em menos de 10 minutos. Nas penalidades a eficiência venceu a displicência. Com dois pênaltis ridículos, o Timão viu o Flamengo fazer a festa dentro de sua antiga casa, o Pacaembu. Bater com cavadinha em uma decisão por pênaltis, tem de ter muita categoria e saber bem o que está fazendo. Matheus Pereira repetiu o feito de Alexandre Pato em 2013 quando foi dar uma cavadinha e desperdiçou a penalidade jogando fora contra o Grêmio a possibilidade do título da Copa do Brasil. Não é assim que ele treina todos os dias, porque senão certamente não seria um dos batedores oficiais do forte Corinthians. Claudinho, foi outro que recuou para o goleiro Thiago. Se ele faz, diriam que ele deslocou o goleiro. Isso é outra balela. O cara não olha nem para o goleiro e dizem que deslocou o defensor. O melhor time da Copinha foi punido pela displicência de meninos que nem subiram para o profissional e já vão na onda do bonezinho para o lado, correntinha no pescoço e headphone que se o cara estiver no outro lado da cidade vê. Que sirva de lição para os meninos que querem algo na vida. E pensar que o JEC eliminou na Copa do Brasil a base deste Flamengo-RJ campeão da Copinha. O futebol, as vezes tão ingrato, em outras tão apaixonante.

Pés no chão
O que me alegra na base do JEC é que estes meninos tem os pés muito no chão. Muitos são aqui da cidade e tem família residindo aqui. O comportamento familiar ajuda muitos em certos momentos. Quando o garoto vai virar “borboleta” no futebol é preciso ter uma estrutura psicológica forte para não deixar se levar pelo mundo da bola e suas conveniências.

Festa dos 40 anos

A semana está a mil para o departamento de marketing do JEC que se prepara para a festa dos 40 anos do clube. Os 100 vouchers já se esgotaram e quem adquiriu certamente terá uma noite de gala, recebendo das mãos dos jogadores a nova camisa do clube para a temporada. “Estamos fazendo várias reuniões, acertando os detalhes para a festa. Vai ter uma estrutura ainda melhor que o ano passado. Vai ter o bolo e refrigerante de graça para todo mundo. Nós abrimos para o sócio poder trazer um acompanhante”, disse o gerente de marketing do clube Fernando Kleimmann.

Transmissão
O evento todo será transmitido nos telões e também pela TV JEC para os sócios e torcedores que não puderem ir ao evento. Outro ponto salientado por Kleimmann é que o evento tem custo zero para o JEC, já que foi bancado na sua totalidade por patrocinadores que apoiaram a ideia. Melhor assim, já que a verba desse ano caiu muito.

E a Caixa?
O JEC pretende anunciar a Caixa como nova patrocinadora do clube no lançamento do novo uniforme na sexta-feira na Arena. Uma nova reunião está agendada para os ajustes finais. A estatal ficou impressionada com os números que o JEC tem em sócios e também na força de sua torcida. É uma boa exposição para a empresa e bom financeiramente para o clube.

CBF tenta vetar a Sul-Minas
A CBF, há dois dias do início da Copa Sul-Minas-Rio, vetou a realização do torneio em 2016. Em nota divulgada nesta segunda-feira (25), a entidade resolveu que apenas os jogos marcados até o dia 30 de janeiro poderiam acontecer, e isso em caráter amistoso. Segundo Leonardo Roesler, homem-forte do Joinville que representa o JEC na Copa Sul-Minas, falou ao colunista, “Sem abordar a questão jurídica, a CBF comete erro político grave. Está esticando a corda e remando contra a história.  O momento no mundo é de afastamento dos clubes em relação às federações. Se a primeira liga levar adiante o projeto, ganha essa briga”. Roesler também confirmou que a Copa será realizada e que os clubes já sabiam dessa decisão. “Isso já era previsível (a CBF tentar cancelar a Copa).  Na última reunião já sabíamos desta decisão deles. Hoje (segunda-feira) mesmo rolou um e-mail para todos os dirigentes batendo o martelo e reiterando a tabela”. Os clubes reclamam que não tem força dentro da CBF. A hora de se unir para mudar o futebol brasileiro é agora.

Travessia
No fim de semana perfeito de verão, com muito sol e mar azul da praia de Bombinhas, rolou a tradicional prova de maratona aquática do Circuito de Travessias de Bombinhas. A Travessia da Praia da Sepultura – 2ª etapa do circuito – chegou à 16ª edição e contou com a participação de 590 atletas, distribuídos entre as provas de 3km, 1,5km, 800m e 200m. Os atletas da Joinville Natação obtiveram 100% de aproveitamento. Sábado, na prova  dos 3 mil metros, João Borin (18 anos) conquistou o 5º lugar geral. Guilherme Ribeiro chegou em sexto e foi campeão em sua categoria (14-16 anos), seguido por Pedro Borin, que foi sétimo geral e vice-campeão categoria. Na prova deste domingo, a mais disputada, Guilherme Ribeiro chegou em sexto no geral e foi campeão de sua categoria. Sua irmã, Isabela Ribeiro (12 anos) foi campeã na categoria 11-13 anos. Ronaldo Klug Junior  foi campeão na categoria 9 a 10 anos, Lucas Guilherme Kaiser também foi campeão na categoria 11-13 anos e André de Oliveira conquistou o terceiro lugar na categoria 14-16 anos.  Os atletas retornaram aos treinamentos dia 11 passado e são atletas dos técnicos Ricardo Carvalho (JTC) e Felipe Correa (C3). Não é fácil nadar no mar com correnteza e outros fatores adversos. Parabéns.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...