Conteúdo por Gazeta Esportiva

Em carta aberta para sócios, Athletico pede cooperação e sacrifício

Na noite da última quarta-feira, o Athletico Paranaense emitiu uma carta aberta aos sócios-torcedores em seu site oficial para se posicionar quanto às mensalidades dos planos. O clube revelou que está sofrendo financeiramente com a pausa das atividades, em função da pandemia do coronavírus, e pediu ajuda para que os torcedores consigam aumentar o número de sócios.

“Necessitamos de um período de paciência, sacrifício e dedicação da nossa torcida para continuarmos em ascensão, rumo a maiores mais constantes conquistas no futebol nacional e internacional”, diz parte dos texto.

“Precisamos, além de manter, aumentar o número de sócios. Contamos com você na busca de mais um Sócio Furacão”, complementa a nota.

Foto: Reprodução

Como o presidente do Furacão, Mário Celso Petraglia, havia antecipado, não haverá desconto ou promoções quanto ao valor da mensalidade dos planos de sócio-torcedor. No final de abril, Petraglia apelou por ajuda dos athleticanos e disparou: “Se o Furacão não for apoiado, ajudado neste momento vai quebrar!”.

A publicação da carta não foi bem recebida pelos torcedores, que responderam ao post nas redes sociais do clube dizendo que o período de dificuldades envolve todos, reclamando que não teve uma redução no valor dos sócios e o baixo número de variações nos planos.

Dentro de campo, o Atheltico já retomou as atividades presenciais, com a liberação da prefeitura de Curitiba, apesar de não haver perspectivas de volta das competições.

+

Futebol