Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Entrevista: Marquinhos Pedroso, ex-lateral esquerdo do Figueirense

O lateral esquerdo Marquinhos Pedroso com passagem marcante pelo Figueirense fala sobre o período de treinamentos na quarentena e confessa: sonha em voltar a vestir a camisa do alvinegro

Marquinhos Pedroso treina e sonha voltar a defender o Figueirense – Foto: Acervo pessoal/AVassessoriaMarquinhos Pedroso treina e sonha voltar a defender o Figueirense – Foto: Acervo pessoal/AVassessoria

O lateral esquerdo Marquinhos Pedroso com passagem marcante pelo Figueirense, analisa esse período difícil de quarentena e sem bola rolando para os atletas. Atento ao que acontece por aqui e nos EUA onde atuou pelo FC Dallas e DC United, o jogador natural de Tubarão também fala pelo seu carinho pelo Figueirense e relembra um momento especial no clube.

Em tempos de quarentena, qual é o maior desafio para um atleta: manter a forma física ou superar mentalmente a falta de um jogo de futebol?

O maior desafio, sem dúvida nenhuma, é manter a forma física num ambiente fechado, dentro de casa. Alguns atletas que tem à disposição uma academia em casa ou no condomínio tem mais facilidades. Para quem não tem esse espaço, sem dúvida que é o maior desafio nesses tempos sem futebol.

Você esteve recentemente nos EUA o atual epicentro da pandemia. Você tem acompanhando e falado com atletas que por lá atuam?

Tenho acompanhado. Tenho conhecidos, ex companheiros de time (D.C. United). Sempre em alerta, mas a pior coisa que está acontecendo lá é para as pessoas que vivem no estado de Nova York e Washington. Nos demais lugares os casos estão mais tranquilos. Morei no Texas e a situação lá é semelhante aqui no estado com as pessoas respeitando de certa forma a quarentena. Lá como aqui, os maiores problemas são nas metrópoles.

Com passagens marcantes no Figueirense. Tem o desejo de um dia voltar a vestir essa camisa?

Eu tenho o sonho e desejo de vestir a camisa do Figueirense novamente. Quem sabe terminar a minha carreira, ou mesmo antes disso. É o meu time de coração, que devo toda a minha carreira profissional e tudo o que conquistei. Independente de voltar ou não a vestir essa camisa, o Figueirense estará para sempre dentro do meu coração.

 

Ainda sobre o Figueirense, qual a sua melhor lembrança e a importância do clube na sua carreira?

Uma das minhas melhores lembranças é gol marcado contra o Avaí no Scarpelli que acabou eliminando o nosso maior rival da Copa do Brasil de 2015. E também o título estadual de 2014 (diante do Joinville no Scarpelli). Eu era muito novo nessa época, terminando a competição eleito a revelação do campeonato com apenas 20 anos de idade. São ótimas lembranças dessa época.

Marquinhos Pedroso é revelado na base do Figueirense – Foto: Luiz Henrique/Divulgação FFCMarquinhos Pedroso é revelado na base do Figueirense – Foto: Luiz Henrique/Divulgação FFC

+ Fábio Machado