Conteúdo por Gazeta Esportiva

Há 100 dias, Luiz Adriano fez últimos gols do Palmeiras: “É o que mais sinto falta”

Com o futebol paralisado pela pandemia de covid-19, a torcida do Palmeiras completa nesta quinta-feira exatos 100 dias sem comemorar um gol. Responsável pelas últimas bolas na rede do time alviverde, o centroavante Luiz Adriano sente saudades da vibração das arquibancadas.

No dia 10 de março, pela segunda rodada da Copa Libertadores, o Palmeiras venceu o Guaraní por 3 a 1, no Allianz Parque. Inspirado contra o adversário paraguaio, Luiz Adriano marcou os gols do time mandante, todos anotados durante a etapa complementar.

“Começamos o ano muito bem e pude marcar gols importantes. Com certeza, faz falta entrar em campo e todos nós sentimos saudades da rotina a que estamos acostumados há anos. O fator marcar gols é, sem dúvidas, o que mais sinto falta. Está no meu DNA”, disse Luiz Adriano à Gazeta Esportiva.

A partida contra o Guaraní ainda colocou Luiz Adriano ao lado dos compatriotas Neymar e Jadson como únicos atletas com três ou mais gols em uma mesma partida na Copa Libertadores e na Champions League. Aos 33 anos, o ex-jogador do ucraniano Shakhtar Donetsk valoriza a estatística.

“É importante ter esses feitos no currículo. Eu sempre trabalhei em busca do meu melhor futebol, sem pensar em atuar por marcas. Acredito que todas elas foram e são, até hoje, consequências de muito trabalho no dia a dia”, afirmou o experiente goleador.

O Palmeiras não joga desde o dia 14 de março, data em que empatou por 0 a 0 contra a Inter de Limeira, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista. Ainda em rotina de trabalhos a distância, o time defendido por Luiz Adriano tem autorização para retomar os treinos apenas a partir do dia 1º de julho.