Conteúdo por Gazeta Esportiva

Há 51 anos, Santos conquistava o seu segundo tricampeonato Paulista

Há exatos 51 anos, no dia 21 de junho de 1969, o Santos fazia história no Campeonato Paulista. Pela segunda vez, o clube se consagrava tricampeão do torneio, repetindo o feito de 1962. O troféu veio após um empate por 0 a 0 com o São Paulo, no Morumbi.

Para chegar a conquista, o Alvinegro disputou 29 partidas, das quais venceu 19, empatou quatro e perdeu seis. Dentre as vitórias, duas foram fundamentais: contra o Corinthians e Palmeiras. Isso porque essas foram válidas pelo quadrangular final do Estadual.

Pelé com o presidente do Peixe, Athiê Jorge Coury, e com José Ermírio de Morais Filho (D), após a conquista do Campeonato Paulista de 1969

Contra o time do Parque São Jorge, o Alvinegro Praiano ganhou por 3 a 1, com dois gols de Pelé e um de Edu. Já na segunda partida, contra o clube alviverde, triunfo por 3 a 0, com tentos de Pelé, Edu e Toninho Guerreiro.

Com isso, o Santo chegou ao último jogo do quadrangular podendo perder por até três gols de diferença e, diante 36.683 pessoas, segurou um empate sem gols para levantar o caneco do Estadual pela 12ª vez.

A campanha de 1969 também ficou marcada na carreira de Pelé. Pela décima vez ele terminou o campeonato como artilheiro. Nesta edição ele marcou 26 gols.

Ao todo, para conquistar os títulos paulistas de 1967, 1968 e 1969 o Santos disputou 82 partidas. Venceu 57, empatou 15 e perdeu apenas 10 jogos. Marcou 197 gols e sofreu 86.

+

Futebol