Isolado no Chipre, volante ex-JEC conta rotina durante a quarentena

Geandro teve passagem pelo Joinville em 2015; em sua primeira passagem pelo futebol europeu, volante viu bom momento ser interrompido

Contratado em julho de 2019 pelo Alki Oroklini, do Chipre, o volante Geandro, ex-Joinville, vive a sua primeira experiência no futebol europeu. Adaptado ao novo país, ele viu a temporada de estreia no Velho Continente ser interrompida. O campeonato nacional está suspenso desde março devido à pandemia do novo coronavírus.

Volante ex-JEC conta relatos da paralisação na Europa – Foto: Divulgação/Alki OrokliniVolante ex-JEC conta relatos da paralisação na Europa – Foto: Divulgação/Alki Oroklini

Antes da pausa na liga nacional, Geandro atravessava bom momento pelo Alki Oroklini. A equipe do brasileiro vinha de quatro vitórias nos últimos cinco jogos e liderava o seu grupo na Segunda Divisão Cipriota.

“Realmente vivíamos um momento muito positivo na liga. O nosso time vinha mantendo um bom nível de atuação e as vitórias estavam aparecendo. Lamentamos essa paralisação, mas sabemos que foi necessária. A saúde vem em primeiro lugar e espero que todos fiquem bem. Tenho certeza que, se cada um fizer a sua parte, logo venceremos essa luta”, destacou o jogador, de 32 anos.

Sem saber se a bola voltará a rolar pela atual temporada, Geandro segue mantendo a forma física. O jogador detalha a situação do Chipre em meio à pandemia.

“Pelo que nos foi passado, os clubes e a liga querem encerrar a temporada, mas estão aguardando respostas da UEFA e da FIFA. Enquanto isso não acontece, eu sigo realizando alguns trabalhos físicos em casa. A partir desta semana, também vou conseguir fazer atividades na praia. Os atletas de alto rendimento poderão entrar em contato com o governo local e solicitar uma permissão para praticar atividades nesses locais uma vez por dia. Isso vai nos ajudar bastante. Se você for pego na rua sem uma autorização desse tipo, será multado em 300 euros”, relatou o volante.

Sequência do ano

Enquanto aguarda uma melhora na situação da pandemia da Covid-19 no Chipre, Geandro começa a planejar a sequência do ano. O seu contrato com o Alki Oroklini se encerra ao final da temporada europeia e o jogador não esconde o desejo de retornar ao Brasil.

“Este período na Europa tem sido muito importante para a minha evolução como atleta, mas sinto que está na hora de buscar novos desafios. O meu contrato com o Alki Oroklini se encerra ao final da temporada e já estou analisando algumas situações. Eu e minha família achamos que este é o momento de voltarmos para o Brasil. Estou 100% fisicamente e pronto para retornar ao futebol brasileiro assim que as coisas melhorarem”, concluiu.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol

Loading...