Conteúdo por Gazeta Esportiva

Lateral brasileiro conta como foi o retorno do futebol na Turquia

O lateral-esquerdo do Konyaspor-TUR Guilherme Sityá voltou aos campos da Turquia no último domingo, com a retomada do campeonato local. No país desde o inicio do ano, o brasileiro contou como os turcos vem lidando com a pandemia do coronavírus e quais medidas foram adotadas para o retorno dos jogos.

“Tem uma semana que aqui na Turquia estão tentando voltar com a rotina ‘normal’ abrindo o comércio. Mas tudo com máscara e também ao entrar em shoppings, cafés e lojas é tirada a temperatura”, contou.

Guilherme Sityá contou como foi o retorno do Campeonato Turco (Foto: Divulgação/Konyaspor)

“Antes de voltarmos aos treinos realizamos testes. No campo, primeiro voltamos em pequenos grupos e depois de uns dez dias voltamos a treinar normalmente. Já realizamos uns quatro testes e sempre três dias antes do jogo é realizado mais um teste. Além disso, ao chegar no estádio, também pegam a nossa temperatura”, seguiu o defensor.

O jogador também destacou as diferenças entre as medidas adotadas no país e no Brasil. “Acho que vivemos um momento diferente que o Brasil. Aqui até a semana passada existia o lockdown nos finais de semana. Mas quando liberaram houve um aumento no número de casos, então acho que eles podem retornar com o lockdown”, explicou.

A Turquia tem 181 mil casos e 4.842 mortes por coronavírus, segundo o relatório de terça-feira da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Dentro de campo, o Konyaspor perrdeu para o Gençlerbirligi, fora de casa, por 2 a 1. A equipe é a 15ª colocada da tabela com 26 pontos, um acima da zona de rebaixamento. O time de Sityá volta aos gramados no próximo domingo, para enfrentar o 3º colocado Sivasspor.

+ Futebol