Lateral ganha ação de R$ 400 mil contra o Atlético-MG e pode deixar Criciúma

Carlos César foi campeão da libertadores em 2013 pelo clube mineiro; jogar afirmou que tendência é que permaneça no Tigre

O lateral Carlos César ganhou uma ação no valor de R$ 400 mil, na Justiça do Trabalho contra o Atlético Mineiro pelo não pagamento de férias, FGTS, premiações e salários. O time mineiro já recorreu e aguarda um novo julgamento, com data ainda indefinida, visando diminuir ou anular o débito.

Carlos César comemora gol pelo Criciúma – Foto: Reprodução/Instagram/NDCarlos César comemora gol pelo Criciúma – Foto: Reprodução/Instagram/ND

Carlos César ficou no Atlético entre os anos de 2011 e 2019, tendo sito emprestado em algumas oportunidades neste período. Fez 101 jogos e marcou cinco gols. Entre os títulos, está o da Libertadores de 2013.

Hoje no Criciúma, o lateral revelou ter recebido algumas propostas para deixar o clube. Carlos César, no entanto, deixou claro que seu desejo é de permanecer no clube.

“Recebi algumas propostas. É normal no meio do futebol. Tive bons números nesses primeiros jogos do Catarinense, mas dentro dos meus objetivos optei por permanecer. Quero concluir aquilo que foi planejado. Tenho compromisso com o Criciúma, com o torcedor, que me abraçaram, e com essa camisa maravilhosa”, falou.

Leia também:

O lateral ainda comentou sobre a volta do Criciúma aos treinos. “A retomada foi muito boa. É natural que volte com mais vontade, pois estamos sempre buscando algo novo. Foram quase 90 dias parados, é muito bom voltar a trabalhar. Atleta precisa ter esse foco. É nossa vida, nossa carreira. Título é o que marca o atleta na história do clube”, concluiu.

O Criciúma irá enfrentar o Marcílio Dias nas quartas de final do Catarinense. O duelo de ida está previsto para acontecer no dia 8 de julho, às 19h, no Heriberto Hulse.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Futebol