Conteúdo por Gazeta Esportiva

Nenê afirma que volta do Campeonato Carioca em junho é um “absurdo”

A volta do Campeonato Carioca ainda não é um consenso entre jogadores e clubes do Rio de Janeiro. Nesta segunda, a Ferj, federação responsável pela competição, vai realizar uma reunião para definir a data de retorno e muitos clubes são favoráveis à retomada ainda neste mês. Porém, há muitos que acreditam que a decisão é a intenção é bastante precipitada.

Entre os que defendem essa ideia, está o meia Nenê, do Fluminense. Neste domingo, em uma live no canal do Tricolor das Laranjeiras, o jogador declarou que a volta do torneio é um absurdo por conta de o Estado ainda não ter controlado a situação do coronavírus.

Nenê ainda revelou que o elenco do Flu não foi testado

“Acho um absurdo, no tempo que estamos passando, vários estados que estão muito melhores em relação à covid, em relação a picos da doença, de mortes, que vão voltar o campeonato só em julho. E o Rio de Janeiro, que está em uma situação muito ruim, querer voltar o mais rápido possível e não ter acordo, aceitação de todos os clubes. É um absurdo. Vi a notícia que já estão querendo jogos essa semana, sendo que outros estados melhores não vão fazer esse mês”, disse o atleta.

Nenê reforçou seu ponto de vista destacando todos querem voltar a campo, mas o elenco do Fluminense não foi nem mesmo testado para o novo coronavírus.

“Claro que todo mudo quer jogar, eu quero, mas a nossa vida hoje é mas importante. Temos que ter muito cuidado em relação a isso. Sabemos que os doutores fizeram protocolos realmente muito seguros para podermos voltar, mas nós nem fizemos os testes ainda, vamos fazer na terça. Como não sabe se tem jogador que está com a doença, não vai nem sair no dia que estão querendo colocar o jogo. Aproveitando esse momento para colocar a minha indignação em relação a isso”, acrescentou.

O Campeonato Carioca foi paralisado no dia 16 de março. O Fluminense lidera é o Grupo B da competição no segundo turno com nove pontos em três partidas.

+ Futebol

Conteúdo por Gazeta Esportiva

Nenê afirma que volta do Campeonato Carioca em junho é um “absurdo”

A volta do Campeonato Carioca ainda não é um consenso entre jogadores e clubes do Rio de Janeiro. Nesta segunda, a Ferj, federação responsável pela competição, vai realizar uma reunião para definir a data de retorno e muitos clubes são favoráveis à retomada ainda neste mês. Porém, há muitos que acreditam que a decisão é a intenção é bastante precipitada.

Entre os que defendem essa ideia, está o meia Nenê, do Fluminense. Neste domingo, em uma live no canal do Tricolor das Laranjeiras, o jogador declarou que a volta do torneio é um absurdo por conta de o Estado ainda não ter controlado a situação do coronavírus.

Nenê ainda revelou que o elenco do Flu não foi testado

“Acho um absurdo, no tempo que estamos passando, vários estados que estão muito melhores em relação à covid, em relação a picos da doença, de mortes, que vão voltar o campeonato só em julho. E o Rio de Janeiro, que está em uma situação muito ruim, querer voltar o mais rápido possível e não ter acordo, aceitação de todos os clubes. É um absurdo. Vi a notícia que já estão querendo jogos essa semana, sendo que outros estados melhores não vão fazer esse mês”, disse o atleta.

Nenê reforçou seu ponto de vista destacando todos querem voltar a campo, mas o elenco do Fluminense não foi nem mesmo testado para o novo coronavírus.

“Claro que todo mudo quer jogar, eu quero, mas a nossa vida hoje é mas importante. Temos que ter muito cuidado em relação a isso. Sabemos que os doutores fizeram protocolos realmente muito seguros para podermos voltar, mas nós nem fizemos os testes ainda, vamos fazer na terça. Como não sabe se tem jogador que está com a doença, não vai nem sair no dia que estão querendo colocar o jogo. Aproveitando esse momento para colocar a minha indignação em relação a isso”, acrescentou.

O Campeonato Carioca foi paralisado no dia 16 de março. O Fluminense lidera é o Grupo B da competição no segundo turno com nove pontos em três partidas.

+ Futebol