Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


O Fair Play financeiro: da teoria para a prática no futebol brasileiro

Na ação que o Londrina move contra o Figueirense para reverter a sua situação e tentar se salvar do rebaixamento trocando de lugar com o time catarinense, a linha principal da argumentação da ação mira no fair play financeiro e pouco no WO do alvinegro diante do Cuiabá.

E, mesmo sabendo que essa tese não vai prosperar, ou seja, o Londrina vai mesmo ter que disputar a Terceirona enquanto que o Figueirense vai tentar se reconstruir na Série B, até porque o clube já foi julgado nesses dois assuntos, o tema “responsabilidade dos clubes” precisa ser falado.

Até por que a ideia do fair play financeiro ainda não saiu da teoria no futebol brasileiro. Existe para “inglês para ver”, apenas isso.

É um tema interessante, que passa pelo calote, controle de gastos e investimentos sustentáveis dos nossos clubes. As instituições esportivas e dirigentes precisam ser punidas, responsabilizadas através de leis e normas pré-definidas, claras.

Isso tem de virar rotina no futebol brasileiro e mundial para todos sem distinção.

E não ser objeto de uma ação subjetiva como está pleiteando o time do Londrina.

Isso é oportunismo.