O Figueirense não quer vencer em casa?

Carlos Amorim/Divulgação/ND

Torcedores mirins do Avaí serão afetados por causa do horário do jogo de quarta

Público 

Na partida do Avaí com a Ponte Preta, o público foi de 3.704 torcedores. Contra o Palmeiras deve dobrar ou até chegar perto dos 8 mil torcedores, até pela torcida palmeirense que virá, não resta dúvida. O massacrante de tudo isso é querer um grande público em uma partida com início ás 22h, como foi o caso da última sexta . Sacrifica, principalmente, as crianças.

Estrela

Foi do Ricardo Conceição o gol da histórica vitória da Chapecoense, em pleno Morumbi. O detalhe é que o atleta comemorou 30 anos de idade no dia 16 e a partida diante do São Paulo foi no dia 19 passado. Logo, Ricardo tem estrela. Esse aniversário jamais será esquecido.

Caiu

O Joinville liderava, caiu para o segundo lugar, e agora está em terceiro. Uma derrota fora de hora, causa isso mesmo. Porém, o importante, como já ressaltei, é ficar sempre no topo.

Bom dia!

Torcedores da Chapecoense, Ricardo Conceição, Badá, jogadores e o treinador Celso Rodrigues. O São Paulo não esperava tamanha marcação e competência na saída de bola.

Loucura

Confesso que eu computava como derrota a partida da Chapecoense no Morumbi. Acho que a maioria pensava assim, só que o futebol nos reserva gratas surpresas. Muricy elogiou o empenho dos jogadores do Verdão e Rogério Ceni idem, todos com humildade e respeito.

Beleza

O Guarani de Palhoça, sob o comando do Amaro Júnior como treinador, já surpreendeu e venceu a Cabofriense, na casa deles. Vitória que empolga no início da série D do Brasileirão. O gol do Cappa também merece destaque.

Pires na mão

Botafogo e Coritiba foi assistido por 1.271 torcedores em Volta Redonda (RJ). Este é um dos motivos que leva os presidentes de clubes a baterem na porta de uma emissora de TV e pedir dinheiro antecipado das cotas de televisionamento.

Pouco

Apenas 6.754 torcedores foram ao Scarpelli no sábado, em noite fria e de ingresso caro. Não faz muito tempo, era público para mais de 10 mil torcedores. Nem a colônia gremista aqui da região esteve em peso.

Potência

Se o lateral Carleto não aproveitar para melhorar a precisão do chute e treinar cobranças de bola parada, estará desperdiçando um grande potencial. Bom para ele e ótimo para o Avaí. Carreira de atleta é curta, Carleto. Teu chute é da mesma potência de grandes cobradores, como Roberto Carlos, Nelinho, Éder e o Branco.

Feliz

A Rô, da Torcida Elas, alvinegra fanática, emplacou reportagem no último sábado no Esporte Fantástico, da Record. Deve estar toda boba, saltitante. Aqui, antigamente, as mulheres consideradas torcedoras-símbolo que se destacavam eram a Maria Avaiana e a Leninha do Avaí.

Dunga

Treinador Gilmar Dal Pozzo, amigo íntimo do Tite, confirmou no Clube da Bola de sábado que conversou com o Tite na sexta-feira e ele disse que não recebeu nenhuma sondagem da CBF para assumir a seleção brasileira. Chico Noveletto, presidente da Federação Gaúcha, no mesmo dia antecipou que Dunga foi sondado e aceitou o convite. Pronto. É o Dunga.

Vem aí

O Palmeiras vem com o experiente Lúcio e o treinador que não emplacou ainda, o gringo Ricardo Gareca.

Arruma isso

O Figueirense não quer vencer em casa, não? Só ganhou fora, de Corinthians e Coritiba. Se não tiver uma sequência, vai patinar sempre na mesma. Isso que o Grêmio vinha de três empates seguidos.

Lateral

Contra o Grêmio, o lateral Roberto Cereceda esteve muito mal, entregou o gol para o Giuliano, e ainda errou na saída de bola que quase resultou no segundo do time gaúcho.

Túnel do tempo

Arquivo Pessoal/ND

Time do Avaí entrando em campo para enfrentar o Santos de Pelé, em 15 de agosto de 1972, no estádio Adolfo Konder. Dessa equipe, o último que faleceu foi o meia Moacir.

Bola Cheia

Para a Chapecoense, que foi aplicada em todos os sentidos, surpreendendo pela forte marcação e pela excelente saída de bola. Fatal. Histórica. Vitória por 1 a 0 contra o forte São Paulo, que pode ser o começo da arrancada para afugentar a ameaça de rebaixamento.

Bola Murcha

Já passou do tempo de o Guto Ferreira diagnosticar o motivo do time do Figueirense passar tanto sufoco dentro do Scarpelli. A bola queima, o time sente a pressão da torcida e a vitória não vem. Essa oscilação apenas prejudica o grupo, que não é ruim.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...