Conteúdo por Gazeta Esportiva

Peres prevê maratona de jogos, mas diz que ninguém é inegociável no Santos

A pandemia da covid-19 obrigou todos os clubes de futebol pelo mundo a mudarem seus respectivos planejamentos. As contas apertadas e a maratona de jogos que deve vir assim que as competições voltarem colocam em dúvida os dirigentes entre negociar atletas ou manter o elenco. No Santos, a situação não é diferente.

O presidente José Carlos Peres revelou que conversa com o técnico Jesualdo Ferreira sobre o retorno das competições. O dirigente prevê uma maratona forte de partidas em sequência caso as competições mantenham-se normalmente.

“Ele sabe que a volta não vai ser fácil, eu converso com ele. Se tudo correr bem, sem cancelamento de competições, vai ser uma corrida. Corrida forte, jogo terça, quinta, sábado. Para todos os gostos e horas. Torcida está carente de jogos, então vai ser prato cheio para todo mundo que está com saudade do futebol”, declarou o dirigente em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Se a maratona de jogos exige um elenco recheado para revezar os atletas, as finanças, afetadas ainda mais pela pandemia, podem exigir vendas. Peres deixou claro que não há jogadores inegociáveis, e que conta com negociações para salvar o caixa do clube.

“É uma nova realidade, sem luxo de dizer que alguém é inegociável. Vamos ouvir o jogador e se surgir oportunidade estará envolvido. Se achar que é a hora, vamos fazer. Vamos equilibrar o caixa se Deus quiser”, admitiu Peres.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Futebol