Conteúdo por Gazeta Esportiva

Personalidades do esporte lançam campanha pela democracia

Por meio das redes sociais, um grupo de atletas, ex-atletas e jornalistas criou a campanha “Esporte pela Democracia”, que prega a defesa dos direitos humanos e visa combater injustiças sociais. O movimento conta com a participação de nomes como Raí, Joanna Maranhão, Guga, Serginho Escadinha, Fernanda Garay, Walter Casagrande e Igor Julião.

As personalidades envolvidas emitiram uma nota que explica as diretrizes da campanha. O “Esporte pela Democracia” tem início em um momento em que diversas questões ligadas a direitos civis e respeito à diversidade estão sendo debatidas nas redes sociais.

Ver essa foto no Instagram

ESPORTE PELA DEMOCRACIA Nós, atletas, ex-atletas e profissionais ligados ao esporte, cidadãos brasileiros antes de tudo, afinados com o pensamento de diversas categorias e nos juntando às vozes que pactuam com a democracia, os direitos humanos e civis, respeito à vida e à diversidade, estamos aqui unidos em nome daquilo que sempre acreditamos e praticamos em nossas profissões e deve se estender sem restrições ao exercício cotidiano: o direito supremo à vida, a uma sociedade justa e igualitária, ANTIRRACISTA, o respeito das individualidades e o valor do coletivo em nome do bem-estar e da dignidade para todos. O sonho de todo atleta é representar o seu país. Estamos então aqui hoje para reconvocar a lucidez, diante da questão inadiável: que Brasil é esse que queremos trazer na camisa e chamar de nosso? #EsportePelaDemocracia @jujuca1987 @fabialvim @anabmoser @arilsonsilvaswimcoach @ultrajano @igorjuliao2 @serginhoescadinha @wcasagrandejr @isabelsalgadovolei @rai10oficial @pedro.solberg_ @gugakuerten @fegaray @agsportlight SOMOS UM GRUPO,NÃO TEMOS UM LÍDER,TODOS TEMOS O MESMO PESO,E A NOSSA VOZ TEM O MESMO VALOR

Uma publicação compartilhada por Gustavo Kuerten (@gugakuerten) em

Confira a nota do “Esporte pela Democracia”:

“Nós, atletas, ex-atletas e profissionais ligados ao esporte, cidadãos brasileiros antes de tudo, afinados com o pensamento de diversas categorias e nos juntando às vozes que pactuam com a democracia, os direitos humanos e civis, respeito à vida e à diversidade, estamos aqui unidos em nome daquilo que sempre acreditamos e praticamos em nossas profissões e deve se estender sem restrições ao exercício cotidiano: o direito supremo à vida, a uma sociedade justa e igualitária, ANTIRRACISTA, o respeito das individualidades e o valor do coletivo em nome do bem-estar e da dignidade para todos. O sonho de todo atleta é representar o seu país. Estamos então aqui hoje para reconvocar a lucidez, diante da questão inadiável: que Brasil é esse que queremos trazer na camisa e chamar de nosso?”

+ Futebol