Conteúdo por Gazeta Esportiva

Por Borja, Atlético Nacional cobra Palmeiras na Fifa

Por meio das redes sociais, o Atlético Nacional publicou uma declaração do presidente Juan David Perez alegando que o Palmeiras deve uma parcela da compra de Borja. O mandatário da equipe colombiana ainda aponta que acionou a Fifa para cobrar as pendências. O clube brasileiro, porém, contesta.

“O tema de Miguel Angel Borja continua igual. Não recebemos o pagamento no tempo estabelecido e já levamos para as instâncias da Fifa”, disse Juan David Perez.

O valor cobrado pelo Atlético Nacional é de 3 milhões de dólares (cerca de R$ 12,5 milhões), equivalente a uma cláusula contratual. O Palmeiras, no entanto, considera que o pagamento só deve ocorrer quando Borja for negociado ou quando o seu contrato chegar ao fim.

Miguel Borja foi contratado pelo Palmeiras no início de 2017, após ser um dos destaques do Atlético Nacional na conquista da Libertadores. O atacante chegou com status elevado, como a contratação mais cara da história do clube, mas não conseguiu manter o rendimento que teve na Colômbia.

Em 2019, Borja teve pouco destaque e acabou amargando o banco de reservas. Em 25 partidas que disputou na temporada, o colombiano balançou as redes em apenas seis oportunidades. Ele tem futuro incerto e pode ser negociado na próxima temporada.