Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo já teve cor do rival em seu 1º uniforme antes de adotar o branco

O São Paulo completou 90 anos em janeiro de 2020 e desde a sua fundação o clube passou por uma série de transformações. Uma delas envolve o uniforme número 1, que chegou a contar com a cor preta, ligada ao rival Corinthians, nos primeiros anos de existência do Tricolor.

O uniforme número 1 do São Paulo, com as faixas vermelha, branca e preta na altura do peito, foi inspirado nas camisas do Clube Atlético Paulistano e Associação Atlética das Palmeiras, as duas agremiações que deram origem ao Tricolor.

Nos primeiros 15 anos de existência, o São Paulo teve como primeiro uniforme a camisa branca com as faixas tricolores no peito, o calção branco, porém, os meiões eram pretos, com uma faixa branca na parte superior, próxima ao joelho. Somente em 1944 que a cor dos meiões passou a ser branca.

Já o uniforme 2 também tem uma curiosidade bacana. Até 1996, o São Paulo, quando enfrentava uma equipe que também tinha uniforme branco, jogava com a camisa listrada verticalmente em vermelho, branco e preto, com calção e meiões brancos. Porém, na segunda metade da década de 1990, a Fifa passou a proibir que duas equipes se enfrentassem com a mesma cor de calções e meiões.

Desta maneira, o São Paulo, evitando adotar as cores do arquirrival Corinthians, passou a ter como segunda opção calções e meiões vermelhos, o que não durou muito tempo, sendo substituídos ainda em 1996 por calções e meiões pretos.

Em 2011, o São Paulo adotou por uma temporada os calções e meiões vermelhos como segundo uniforme, fato que foi alvo de críticas de torcedores. De lá para cá, o clube não abandonou mais a tradição dos calções e meiões pretos.

+ Futebol