Segurança

A torcida chegou até a levar uma faixa pedindo a saída de Agenor do time titular, mas ele mostrou dentro de campo que tem condições de vestir a camisa 1. Experiente, ele foi conquistando o torcedor com defesas difíceis, atuações seguras e muita presença dentro da grande área. Com seu perfil de liderança, Agenor é um dos pilares para o confronto contra o Grêmio. Por ter feito toda sua base no Internacional-RS tem muita experiência no futebol gaúcho e sabe como suportar a pressão. A defesa do Joinville não sofre gols há três jogos no Brasileiro, a maior série na competição. O Joinville é um time mais equilibrado, com consistência no meio de campo e um ataque que começou a fazer gols. O Grêmio é forte no contra-ataque, mas domingo terá de sair para o jogo e pode provar do próprio veneno.