Drika Evarini

adrieli.evarini@ndmais.com.br Opinião, novidades, contratações e bastidores do esporte joinvilense e muito mais. Apaixonada por futebol, basquete, futsal e tudo que envolve o mundo do esporte, está sempre atenta a tudo que acontece dentro e fora dos campos e das quadras.


JEC Futsal vence o Carlos Barbosa e ‘rouba’ a vice-liderança da Liga Nacional

Em jogo emocionante e com duas grandes defesas de tiro livre de Willian, Tricolor assume a segunda colocação isolada da Liga Nacional

Um jogo com todos os elementos para levantar a torcida no Centreventos Cau Hansen. Recebendo o Carlos Barbosa na noite desta segunda-feira (20), o JEC Futsal venceu o time gaúcho por 3 a 2 e assumiu a vice-liderança da Liga Nacional. Em jogo emocionante, quente, com duas defesas de tiro livre de Willian e muita comemoração da torcida tricolor, Dieguinho, Pepita e Xuxa garantiram a vitória.

Dieguinho abriu o placar na vitória que deu a vice-liderança ao JEC Futsal – Foto: Juliano Schmidt/JEC Futsal/Divulgação/NDDieguinho abriu o placar na vitória que deu a vice-liderança ao JEC Futsal – Foto: Juliano Schmidt/JEC Futsal/Divulgação/ND

Jogando diante de um bom público, o JEC iniciou a partida com Willian, Daniel, Caio, Renatinho e Dieguinho e, como já é tradicional, iniciou a partida pressionando muito o adversário na saída de bola.

Com uma marcação pressão, o Tricolor provocava o erro do time gaúcho e, no ataque, imprimia muita intensidade e velocidade especialmente nas ações de transição no contra-ataque.

O gol não demorou a sair. Aos 3 minutos, Dieguinho estava posicionado na jogada do pivô, de costas para a marcação e para o gol na área, quando foi derrubado. Sem hesitar, o árbitro apontou a marca do pênalti e, na cobrança, o artilheiro chamou a responsabilidade, pegou a bola, bateu firme e saiu para comemorar o primeiro gol da noite.

Mesmo com vantagem, o JEC continuou pressionando e jogando em velocidade. Com uma forte marcação, o Tricolor estourou em faltas já aos 12 minutos e precisou se segurar para evitar a cobrança de tiro livre.

O time gaúcho chegou ao empate aos 16 minutos. Após finalização forte na ala esquerda de Richard, a bola desviou em Eder Lima e morreu no fundo da rede.

Restando menos de um minuto, a bola desviou no braço de Xuxa, o árbitro anotou a sexta falta na ala direita. Na cobrança de tiro livre, Jhow foi para a marca, mas parou em Willian que cresceu para cima do jogador gaúcho e, de peito, evitou a virada do Carlos Barbosa no primeiro tempo.

“É o melhor goleiro do Brasil”

O Carlos Barbosa voltou com muita intensidade para a segunda etapa e forçando as ações de ataque e a marcação tricolor que, em dois minutos, cometeu duas faltas.

Aos 2 minutos, um golaço de Pepita. Após cobrança de escanteio, o camisa 88 estava de costas para o gol e desviou de calcanhar, do meio da área, no canto de Pedro Bianchini para levantar a torcida.

Após duas marcações de falta que deixaram o JEC “pré-pendurado”, o clima esquentou no Centreventos Cau Hansen, com a torcida reclamando muito e aumentando o som a cada ação tricolor e a cada jogada mais dura do time gaúcho.

Assim como aconteceu na primeira etapa, o Joinville novamente estourou em faltas cedo, com apenas 10 minutos no cronômetro.

Aos 17 minutos, em jogada de contra-ataque, o árbitro marcou a sexta falta e o Carlos Barbosa voltou para a marca do tiro livre. Dessa vez, Eder Lima ficou com a bola para a cobrança. Mudou o cobrador, não mudou o resultado. Mais uma vez, Willian se agigantou e defendeu o que seria o empate do time gaúcho e faz o Centreventos tremer com a comemoração da torcida e o grito de “é o melhor goleiro do Brasil”.

Restando menos de dois minutos de jogo, Edgar Baldasso lançou Murilo como goleiro linha. Com menos de um minuto no cronômetro, o Tricolor continuava bem posicionado na defesa, conseguiu interceptar e roubar a bola. Da quadra de defesa, Xuxa chutou e viu a bola entrar, balançar a rede e, de novo, explodir o Centreventos com o terceiro gol tricolor.

Depois de uma confusão criada por Eder Lima que partiu para cima de Caio na ala direita, Murilo conseguiu descontar e marcar o segundo gol gaúcho no goleiro linha com apenas três segundos restando para terminar o jogo.

Sem tempo para mais nada, o JEC conseguiu uma vitória gigante e, com ela, a vice-liderança. O Tricolor volta à quadra na próxima segunda-feira (27), quando enfrenta o Foz Cataratas, no Paraná.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...