JEC/Krona empata em Cascavel e mantém invencibilidade na Liga Nacional

Com jogo de dois pênaltis e expulsão, Tricolor sofre com marcação dura dos paranaenses, mas conquista ponto importante fora de casa

Invicto. É assim que o JEC/Krona continua na Liga Nacional de Futsal. O Tricolor viajou até Cascavel para enfrentar os donos da casa na noite desta quinta-feira (24) e apesar das dificuldades de superar a forte marcação dos paranaenses, conseguiu o empate. Agora, duas vitórias e dois empates na conta.

Dieguinho “desencantou” e marcou seu primeiro gol na Liga Nacional – Foto: Juliano Schmidt/JEC/Krona

Com dois pênaltis na partida e gols dos pivôs Genaro e Dieguinho, o Joinville sofreu, mas garantiu mais um ponto na bagagem.

O Tricolor não encontrou vida fácil no primeiro tempo de bola rolando no ginásio da Neva. Com uma equipe forte na marcação, o Cascavel limitou os espaços do JEC/Krona, que tentava furar o bloqueio, mas pecava na troca de passes. 

Os donos da casa jogaram, o tempo todo, com marcação alta, empurrando o Joinville “contra a parede”, mas as boas chances criadas encontravam uma barreira: o goleiro Willian.

Aos 7 minutos, nem o camisa 3 conseguiu segurar o gol da Serpente. Roni roubou a bola na ala e avançou para a linha de fundo, quando tentou passar por Renatinho, o camisa 21 calçou o pivô paranaense e o árbitro apontou a marca do pênalti. Na cobrança, Carlão chutou firme para abrir o placar.

A linha de defesa do Cascavel continuou intensa e praticamente sem erros, dificultando a saída de bola do Tricolor, que tentava trabalhar a bola para encontrar espaços e achar o pivô.

O empate do Joinville começou nos pés de Igor Carioca. Depois de cobrança de escanteio, a bola raspou na mão do jogador do Cascavel e, mais uma vez, pênalti marcado. O artilheiro do JEC/Krona na Liga Nacional não quis saber de sustos. Genaro deslocou André Deko e com um chute firme empatou a partida.

A tradicional comemoração do camisa 89 chegou depois da virada Tricolor – Foto: Juliano Schmidt/JEC/Krona

Apesar da boa marcação do Cascavel, o jogo continuou equilibrado e, aos 17 minutos, um erro dos donos da casa foi fatal. Caio roubou a bola na ala e tocou para o meio da área. Dieguinho, sem marcação, só teve o trabalho de colocar a bola para balançar a rede no Paraná.

A dificuldade de furar a marcação do Cascavel continuou na segunda etapa e o Tricolor não avançou, ficando na quadra de defesa, com marcação baixa. O castigo não demorou a chegar e, aos cinco minutos, Alexandre Pintinho empatou a partida. Bem colocado, o artilheiro do Cascavel recebeu um belo passe enfiado de Carlão e só desviou para pegar Willian no contrapé e sair para comemorar.

A dificuldade de furar a marcação do Cascavel continuou na segunda etapa e o Tricolor não avançou, ficando na quadra de defesa, com marcação baixa. O castigo não demorou a chegar e, aos cinco minutos, Alexandre Pintinho empatou a partida. Bem colocado, o artilheiro do Cascavel recebeu um belo passe enfiado de Carlão e só desviou para pegar Willian no contrapé e sair para comemorar.

Estourado em faltas, o JEC baixou ainda mais a marcação, dando espaço para os donos da casa que paravam no goleiro tricolor.

O Joinville ainda teve chances de garantir a vitória. Aos 18 minutos, Carlão foi expulso, mas o JEC/Krona não soube aproveitar a vantagem numérica. Dieguinho, que “desencantou” na partida, ainda ficou cara a cara com André Deko com apenas 30 segundos no cronômetro, mas quando o apito soou, igualdade no placar.

O ala Renatinho admitiu as falhas ofensivas da equipe, que não conseguia encaixar o ataque e a dificuldade de passar pela marcação do Cascavel, mas ressaltou a importância do ponto conquistado fora de casa.

“Eu, pessoalmente, saio incomodado por errar tantos passes bobos que não costumamos errar, mas saímos com um ponto valioso. Estamos felizes com o nível que conseguimos chegar em tão pouco tempo de trabalho. O importante somar, buscamos a vitória o tempo inteiro, mas saímos felizes com o empate daqui”, disse.

O Tricolor não tem tempo para descansar. A equipe viaja na manhã desta sexta-feira (25), para Erechim, onde enfrenta o Atlântico no sábado (26), a partir das 13h15.

+

Futsal