Willian brilha e JEC/Krona arranca empate em Carlos Barbosa

Com gols de Rodriguinho e Renatinho, JEC/Krona traz um ponto na bagagem do Rio Grande do Sul

Se nesta temporada a torcida não poderá ouvir o tradicional “Wiiiiiiliiiiiian” no Centreventos Cau Hansen, os tricolores podem ter a certeza de que o camisa 3 continua brilhando nas quadras do Brasil. Em tarde iluminada neste sábado (5), o goleiro do JEC/Krona fechou o gol para o Carlos Barbosa e garantiu o empate para o Joinville.

Willian foi o destaque da partida e fechou o gol para o bombardeio do Carlos Barbosa – Foto: Juliano Schmidt/JEC/Krona

A segunda partida do Tricolor na Liga Nacional foi páreo duro e, com gols de Rodriguinho e Renatinho, o JEC/Krona empatou em 2 a 2 com o tradicional Carlos Barbosa, que viu Fernando, de tiro livre, e Lé conseguirem furar o paredão tricolor. Na bagagem, mais um ponto.

Um primeiro tempo intenso, de forte marcação e muitas faltas. Os 20 minutos da primeira etapa foram pegados no Centro Municipal de Eventos Sérgio Luiz Guerra. Com 11 faltas e cinco cartões amarelos, JEC/Krona e Carlos Barbosa protagonizaram um primeiro tempo forte, como já era de se esperar.

Depois de uma derrota em casa, o Carlos Barbosa começou a partida apertando muito a marcação e apostando na movimentação e na velocidade da troca de passes no ataque. Melhor nos primeiros minutos, os donos da casa paravam em Willian, que fechou o gol tricolor.

O Joinville subiu a marcação, apertou a saída de bola e equilibrou a partida, mas não tinha qualidade na finalização. O técnico Daniel Junior mudou o posicionamento em quadra para espaçar a marcação adversária, isolando o pivô e apostando nos buracos deixados pelo Carlos Barbosa.

Com um Igor Carioca habilidoso, costurando a marcação do Carlos Barbosa, o JEC criou, mas não marcou. A sexta falta foi consequência de um jogo duro e, aos 18 minutos, Renatinho deu a Fernando a oportunidade de abrir o placar na cobrança de tiro livre. O camisa 3 não perdeu a chance e, cara a cara com Willian balançou a rede, levando os donos da casa em vantagem para o intervalo.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo dispostas a vencer o jogo e o Joinville viu a virada ser construída com melhor movimentação de bola no ataque.

Aos 6 minutos, Genaro carregou pela direita, levantou a cabeça e viu Rodriguinho, livre na ala esquerda. O pivô tocou entre três marcadores gaúchos e, de primeira, Rodriguinho tocou firme para marcar o primeiro gol oficial com a camisa tricolor.

Rodriguinho marcou o primeiro gol oficial com a camisa tricolor – Foto: Juliano Schmidt/JEC/Krona

O camisa 11 entrou dando ainda mais movimentação e qualidade ao ataque do Joinville. Depois de anotar o gol, fez bela jogada pela ala esquerda, puxou para o meio e foi atingido por Pesk, que levou o cartão vermelho.

Em vantagem numérica, o Tricolor ganhou mais volume no ataque e, aos 13, Renatinho virou para o JEC/Krona. A jogada começou nos pés do capitão Xuxa, que deu passe acelerado para Dieguinho, na linha de fundo. O pivô pisou e esperou o tempo certo de Renatinho entrar na área para tocar. O camisa 21 até pegou esquisito na bola, mas o suficiente para empurrar para a rede.

O equilíbrio entre os times continuou apesar dos dois gols tricolores e, não demorou para o Carlos Barbosa voltar a bombardear o gol de Willian. Um minuto depois de sofrer a virada, o time gaúcho tratou de igualar o placar.

Richard chutou de fora da área, a bola desviou e encontrou Lé, bem posicionado e livre de marcação. O camisa 5 não teve dificuldade para marcar o empate. Um minuto depois, o mesmo Lé carimbou a trave e, na volta, Bruno Souza teve a chance de colocar novamente o Carlos Barbosa na frente, mas parou, mais uma vez, no goleiro tricolor.

Os donos da casa jogaram com intensidade nos minutos finais, criando e encontrando espaços para levar perigo ao JEC, mas Willian não permitiu a vitória da “laranja mecânica”.

O JEC/Krona volta com mais um ponto na bagagem. Dois jogos, uma vitória e um empate fora de Joinville e a vice-liderança do grupo B, com os mesmos quatro pontos de Carlos Barbosa, mas um jogo a menos. O Atlântico lidera o grupo com seis pontos.

+

Futsal