Fim do suporte ao Windows 7: dicas para quem quer atualizar ou continuar com o software

Linha do tempo do Windows: Windows 1.0 – Novembro de 1985: Primeiro sistema operacional da família Windows, foi construído sobre o MS-DOS e seu funcionamento se apoiava bastante nas entradas inseridas nas linhas de comando do sistema. Trazia como suas grandes inovações a interface gráfica e o mouse, além de um jogo que ensinava as pessoas a utilizarem o novo periférico. - Crédito: darthpedrius via VisualHunt.com / CC BY-NC/33Giga/ND

Windows 2.0 – Dezembro de 1987: A segunda versão do Windows vinha com ícones na área de trabalho e memória expandida. A grande inovação desse software era a possibilidade de as janelas se sobreporem umas às outras. O Painel de Controle apareceu pela primeira vez nesse sistema, além do Pacote Office com os ainda usados Word e Excel. - Crédito: Reprodução Internet/33Giga/ND

Windows 3.0 – Maio de 1990: Este foi o primeiro SO da Microsoft a exigir um disco rígido para ser instalado. Entre suas novidades importantes estavam o suporte a gráficos de 16 cores e o game ainda presente no software e jogado por gerações, Paciência. - Crédito: Reprodução Internet/33Giga/ND

Windows 3.1 – Março de 1992: Apesar de os Windows 1 e 2 também possuírem versões derivadas com um “ponto”, apenas o 3.1 merece destaque por suas atualizações significativas. A principal delas foi a introdução da fonte TrueType, transformando o SO em uma plataforma de publicação. Também foi nesse software que apareceu o jogo Campo Minado. - Crédito: Reprodução Internet/33Giga/ND

Windows 95 – Agosto de 1995: Com um recorde de vendas de 7 milhões de cópias em apenas cinco semanas, o Windows 95 trouxe pela primeira vez os tão familiares Menu Iniciar e Barra de Ferramentas, além dos botões de minimizar, maximizar e fechar em cada janela. Foi nesta versão também que o software ofereceu suporte integrado à Internet, com discagem de rede e o navegador Internet Explorer. - Crédito: portalgda via VisualHunt / CC BY-NC-SA/33Giga/ND

Windows 98 – Junho de 1998: Primeira versão do Windows voltada especificamente para o consumidor final, o sistema introduziu o recurso de avançar e voltar na navegação, além de trazer novidades como o gerenciador de e-mails Outlook Express. Aqui, também surgiu o suporte para leitura de DVDs e dispositivos USB. - Crédito: jeremy89632 via Visualhunt.com / CC BY-NC-SA/33Giga/ND

Windows ME – Setembro de 2000: O Windows Me trouxe a função de restaurar o sistema, que permite voltar toda a configuração para uma data ou hora antes que um problema tenha ocorrido. Entre os programas novos estão: Windows Movie Maker e Windows Media Player. Vale lembrar que esse foi o último sistema operacional da Microsoft baseado no código do Windows 95. - Crédito: Reprodução Internet/33Giga/ND

Windows XP – Outubro de 2001: Com uma repaginada no visual, o sistema é conhecido por sua estabilidade e rapidez. Foi traduzido para 25 idiomas e deixou certos elementos mais intuitivos, como a navegação no Menu Iniciar, a Barra de Tarefas e o Painel de Controle. O Windows XP está entre um dos mais queridinhos pelos usuários – tanto é que recebeu suporte até o mês de abril de 2014. - Crédito: By goblinbox_(queen_of_ad_hoc_bento) via Flickr/33Giga/ND

Windows Vista – Janeiro de 2007: Com um visual moderno que apostou na transparência e recursos visuais bem chamativos, como gadgets na Área de Trabalho, o SO recebeu duras críticas dos consumidores. A principal queixa era por conta do User Account Control (Controle de Contas do Usuário), que exibia telas de confirmação em todas as operações administrativas executadas. - Crédito: By Alex Brewer via Flickr/33Giga/ND

Windows 7 – Outubro de 2009: Esse software trouxe mudanças visuais pequenas em relação ao seu antecessor, mas era mais rápido, estável e fácil de utilizar. Por causa do aumento na venda de notebooks, o Windows 7 focou em funções para redes sem fio. Assim, conforme a escolha, o sistema ajustava automaticamente as configurações de compartilhamento de arquivos e impressoras. - Crédito: By TMAB2003 via Flickr/33Giga/ND

Windows 8 – Outubro de 2012: Adotando a interface Metro (com vários quadrados coloridos na tela principal), o sistema abandonou o tão querido e intuitivo Menu Iniciar e passou a focar na experiência touch, na qual o consumidor poderia usar o mesmo SO tanto no PC quanto nos celulares e tablets. A mudança radical não agradou muito aos usuários, mas trouxe boas novidades, como o suporte ao USB 3.0 e a Loja do Windows. - Crédito: Divulgação/33Giga/ND

Windows 8.1 – Outubro de 2013: A Microsoft ouviu às reclamações dos usuários e lançou esse upgrade com o Menu Iniciar ressuscitado – ainda que não fosse tão intuitivo como antes. Outras novidades foram o fato de os consumidores poderem iniciar o computador diretamente a partir da Área de Trabalho, sem ter a necessidade de ver a interface Metro, e a aparição da assistente virtual Cortana. - Crédito: Divulgação/33Giga/ND

Windows 10 – Julho de 2015: Aqui, o Menu Iniciar volta como era e os apps disponíveis na Loja do Windows deixam de ser obrigatoriamente rodados em tela cheia. Esse sistema aposentou o Internet Explorer e trouxe um novo navegador, o Microsoft Edge. Também foi acrescentada uma Barra de Ferramentas intuitiva para pesquisar arquivos dentro do Windows e na web em geral. - Crédito: Divulgação/33Giga/ND

Últimas notícias