Saiba o que fazer se sentir os sintomas do novo coronavírus

Os principais sintomas da infecção por coronavírus são tosse, dificuldade para respirar e febre. Ocasionalmente o paciente também pode sentir dor de cabeça, confusão mental e, em casos mais graves, até pneumonia. - Pixabay/ND

Os principais sintomas da infecção por coronavírus são tosse, dificuldade para respirar e febre. Ocasionalmente o paciente também pode sentir dor de cabeça, confusão mental e, em casos mais graves, até pneumonia. - Pixabay/ND

Caso você sinta os sintomas, não procure uma unidade de saúde imediatamente. Ligue para um dos números de emergência de saúde. Em Florianópolis, o programa Alô Saúde pode ser acionado através do número 0800 333 3233. Moradores de Biguaçu podem recorrer ao BiguaSaúde, através do número 0800 601 2282. Outros canais de emergência são o Disque Saúde (136) e o Serviço de Atendimento Municipal (156). - Foto: Anderson Coelho/ND - Coletiva prefeitura assinatura de resoluções contra COVID-19_Anderson Coelho_1779

Caso você sinta os sintomas, não procure uma unidade de saúde imediatamente. Ligue para um dos números de emergência de saúde. Em Florianópolis, o programa Alô Saúde pode ser acionado através do número 0800 333 3233. Moradores de Biguaçu podem recorrer ao BiguaSaúde, através do número 0800 601 2282. Outros canais de emergência são o Disque Saúde (136) e o Serviço de Atendimento Municipal (156). - Foto: Anderson Coelho/ND - Coletiva prefeitura assinatura de resoluções contra COVID-19_Anderson Coelho_1779

De modo geral, se os sintomas forem de baixa intensidade, como tosse leve e febre baixa, a recomendação é ficar em casa. O tratamento recomendado é ficar de repouso, ingerir bastante líquidos e seguir as orientações médicas. Segundo o médico infectologista Valter Araújo, os remédios indicados para aliviar os sintomas são dipirona e paracetamol. Anti-inflamatórios e antibióticos não devem ser utilizados. - Pixabay/ND

De modo geral, se os sintomas forem de baixa intensidade, como tosse leve e febre baixa, a recomendação é ficar em casa. O tratamento recomendado é ficar de repouso, ingerir bastante líquidos e seguir as orientações médicas. Segundo o médico infectologista Valter Araújo, os remédios indicados para aliviar os sintomas são dipirona e paracetamol. Anti-inflamatórios e antibióticos não devem ser utilizados. - Pixabay/ND

Se o seu caso for configurado como suspeita de Covid-19, agentes de saúde irão até a sua casa para realizar a coleta de material e enviá-lo para fazer os testes necessários. A maioria dos testes para infecção por coronavírus são feitos no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e levam até 72 horas para ficar prontos. - Pixabay/ND

Se o seu caso for configurado como suspeita de Covid-19, agentes de saúde irão até a sua casa para realizar a coleta de material e enviá-lo para fazer os testes necessários. A maioria dos testes para infecção por coronavírus são feitos no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e levam até 72 horas para ficar prontos. - Pixabay/ND

Enquanto aguarda o resultado do teste, o paciente deve ficar em regime de isolamento em casa. Uma vez nesta situação, os objetos pessoais do indivíduo, como roupas e talheres, por exemplo, deverão ser de uso exclusivo da pessoa. Além disso, devem se manter sempre higienizados e a limpeza deve ser feita separadamente. O paciente também deve manter a distância mínima de um metro em relação aos outros moradores da casa e usar máscara quando estiver na companhia deles. As toalhas devem ser separadas, contato físico não pode ser feito e até o sofá não deve ser compartilhado. Lavar as mãos com bastante água e sabão e usar álcool gel também são medidas cruciais. Por último, é muito importante manter a casa bem ventilada, com as janelas abertas. - Pixabay/ND

Enquanto aguarda o resultado do teste, o paciente deve ficar em regime de isolamento em casa. Uma vez nesta situação, os objetos pessoais do indivíduo, como roupas e talheres, por exemplo, deverão ser de uso exclusivo da pessoa. Além disso, devem se manter sempre higienizados e a limpeza deve ser feita separadamente. O paciente também deve manter a distância mínima de um metro em relação aos outros moradores da casa e usar máscara quando estiver na companhia deles. As toalhas devem ser separadas, contato físico não pode ser feito e até o sofá não deve ser compartilhado. Lavar as mãos com bastante água e sabão e usar álcool gel também são medidas cruciais. Por último, é muito importante manter a casa bem ventilada, com as janelas abertas. - Pixabay/ND

Últimas notícias