5 pratos típicos com sabor de Santa Catarina que você precisa provar

Além de fatores da localização, os pratos típicos de Santa Catarina reúnem sabor, história e cultura em cada preparo

Quem nunca viajou para uma determinada cidade e fez questão de experimentar uma comida típica de lá? Quando conhecemos um lugar novo queremos ter a experiência dos pratos típicos que são característicos desse local, tanto por conta de seus aspectos geográficos quanto culturais.

Tainha Escalada é um prato típico e saboroso do litoral catarinense – Foto: João Lombardo/NDTainha Escalada é um prato típico e saboroso do litoral catarinense – Foto: João Lombardo/ND

As grandes cidades catarinenses possuem uma variedade de restaurantes e franquias representantes da gastronomia de diferentes lugares do mundo. Mas nada como saborear um prato ou conhecer um ingrediente que contenha as histórias daquela cidade ou região e de seus povos. Tem outro sabor!

Quer ver só? Se você escolher visitar as cidades litorâneas de Santa Catarina, peixes e frutos do mar devem estar no cardápio para conhecer os sabores locais. Dentro desse leque, algumas cidades são famosas por alimentos específicos, como é o caso de Florianópolis e suas ostras. Outros alimentos são razão de festas em diferentes localidades do Estado, como a tainha. Se o mar foi capaz de oferecer opções diversas às pessoas, a contribuição dos portugueses, açorianos, indígenas e africanos temperou e transformou o alimento em prato típico.

Agora, se você decidir conhecer o Norte de Santa Catarina ou o Vale Europeu, aumentará a oferta de restaurantes que servem pratos com influência germânica. Isso por conta dos imigrantes alemães, austríacos, suecos, entre outros, que ajudaram a povoar a região a partir do século 19. Nessa parte de Santa Catarina não será difícil a famosa cuca, por exemplo.

Subindo o planalto e a Serra Catarinense, as opções mais conhecidas da culinária mudam. Estamos entrando em uma região mais fria do Estado e com a presença marcante de Araucárias e, consequentemente, do pinhão. Por isso, espere encontrar muitas receitas à base dessa semente. Além do aspecto geográfico e climático, a gastronomia serrana é marcada pela presença de tropeiros e pela comida cabocla. Enquanto no Oeste de Santa Catarina, a predominância da imigração foi a italiana, dando à região boas receitas com polenta, macarrão, galinhada, entre outras.

Confira agora cinco pratos com sabores de Santa Catarina e em quais regiões encontrá-los.

1. Cuca

Cuca de banana com farofa é a mais tradicional – Foto: O Trentino/DivulgaçãoCuca de banana com farofa é a mais tradicional – Foto: O Trentino/Divulgação

A famosa cuca ou streuselkuchen, na Alemanha, é um bolo cujas principais características é levar fermento biológico e ser coberto por uma farofa doce crocante. Por causa da fermentação, o sabor é diferente de um bolo comum.  Os descendentes de alemães fazem a massa da cuca um pouco mais baixa, recheada com frutas ou geleias de frutas. Já os descendentes de italianos costumam fazê-la mais alta, igualmente recheada e com farofa.

A mais tradicional das cucas é a de banana com farofa, mas novas receitas surgem constantemente. São ótimas opções para o café da manhã e o café da tarde. Tem até quem como cuca junto a carnes.

Onde encontrar?

Em cidades do Norte do estado, como Joinville; no Vale Europeu, como Blumenau e Pomerode e na região de São Miguel do Oeste é muito fácil encontrar cucas em cafés coloniais, cafeterias e supermercados. Blumenau, aliás, possui um festival próprio, o Blumenkuchen – Festival de Cucas, que está na sua 10ª edição.

2. Tainha

Tainha é um dos peixes mais tradicionais em Florianópolis – Foto: Chef NarbalTainha é um dos peixes mais tradicionais em Florianópolis – Foto: Chef Narbal

A tainha é um peixe presente em todo litoral de Santa Catarina. Tanto é que vários municípios do Estado organizam suas festas da tainha, como Florianópolis, Porto Belo, Barra do Sul, entre outros.

É um peixe com alto teor de gordura e que pode ser preparado de diferentes formas, como assado na brasa, no forno ou na telha. Você também encontrará pelo litoral tainha frita em postas e até cozida no feijão. Os açorianos e populações nativas do litoral catarinense costumam fazer dessa forma. Outro modo de preparo bastante comum e saboroso é a tainha recheada com pirão de camarão ou com ova.

Onde encontrar?

Em todas as cidades do litoral catarinense, do Norte ao Sul.

3. Linguiça Blumenau

A linguiça Blumenau é feita de paleta, pernil e toucinho de porco – Foto: Luís Carlos Kriewall Filho/NDA linguiça Blumenau é feita de paleta, pernil e toucinho de porco – Foto: Luís Carlos Kriewall Filho/ND

Como o próprio nome indica, essa iguaria surgiu na cidade de Blumenau e era preparada pelos imigrantes alemães lá pelos anos de 1880. O embutido é feito de paleta, pernil e toucinho de porco, formando uma massa que é curada e defumada.

Diferentemente de outras linguiças, a de Blumenau tem uma consistência mais cremosa, como a de patê, ideal para “schmiar”, ou seja, lambuzar o pão. No entanto, é um alimento bastante versátil e usado em diferentes pratos, como risotos, escondidinhos, hambúrgueres, ensopados, entre outros. Ela também pode ser consumida crua como aperitivo ou então nos cafés da manhã e da tarde.

Existem cerca de 20 estabelecimentos na região do Vale do Itajaí que produzem, atualmente, Linguiça Blumenau de forma artesanal, seguindo uma receita de imigrantes alemães. O embutido representa tanto a história, a cultura e o modo de saber e fazer de pessoas de uma determinada região que está sendo pleiteado o selo de Identificação Geográfica para ela.

Onde encontrar?

Os estabelecimentos que produzem a linguiça artesanalmente estão nas cidades de Blumenau, Gaspar, Timbó, Pomerode e Indaial. Há em Santa Catarina até uma Rota da Linguiça, com passeios que incluem essas e outras cidades e atrações como visitação a fábricas e degustação.

4. Pinhão

O pinhão faz parte da culinária serrana de Santa Catarina – Foto: O Trentino/DivulgaçãoNDO pinhão faz parte da culinária serrana de Santa Catarina – Foto: O Trentino/DivulgaçãoND

O pinhão é um alimento muito presente no planalto Sul e na Serra Catarinense, já que são regiões com forte presença da floresta de Araucária. Os maiores produtores de Santa Catarina ficam na região serrana.

Por ser um alimento bastante versátil, há inúmeras receitas que levam a semente como destaque. As mais famosas são o entrevero, um prato mais moderno, e a paçoca de pinhão, uma mistura de carne bovina e suína moída, bacon e pinhão cozido triturado.

Este último já era feito na época em que os tropeiros atravessavam a região com gado até o Rio Grande ou São Paulo, lá no século 19. Para aguentar o frio e as longas viagens era preciso pratos fartos e nutritivos. Por isso e também pela influência gaúcha, é comum encontrar receitas com misturas de carnes na serra catarinense. Várias delas combinadas com pinhão.

Onde encontrar?

Em cidades como Painel, Urupema, São Joaquim, Lages, Capão Alto, Bocaina do Sul, entre outras.

5. Polenta com fortaia

Polenta é um dos pratos típicos do Oeste de Santa Catarina – Foto: Divulgacão/O Trentino/NDPolenta é um dos pratos típicos do Oeste de Santa Catarina – Foto: Divulgacão/O Trentino/ND

No Oeste, predomina a influência dos imigrantes italianos na culinária. Como não poderia deixar de ser, as massas estão muito presentes na região, entre elas o macarrão caseiro e o tortéi. Esse último é uma massa cozida, recheada de abóbora cabotiá, e servida com molho vermelho ou caldo.

Um dos pratos mais comuns da culinária do Oeste é a polenta com fortaia de ovos, queijo e salame. É como um omelete, só que incrementado. Outro acompanhamento típico das polentas é a galinhada ou galinha com molho.

Agora, a polenta por lá não é de um único tipo não. Há, por exemplo, a polenta de fio. De consistência mais firme, mas ainda assim macia o suficiente para se cortar com um fio de algodão.

Onde encontrar?

Em cidades do Oeste e Meio Oeste, como Chapecó, Caçador, Concórdia, Videira, Xanxerê, entre outras.

Explore mais conteúdos da cidade