Com mais apreciadores em Florianópolis, cafeterias e restaurantes servem o famoso brunch

A refeição criada entre os EUA e a Inglaterra é opção para os dias de folga que emendam café da manhã com almoço

Daniel Queiroz/ND

Brunch leva alimentos frios e quentes, doces e salgados

A palavra em inglês “brunch” vem da junção de “breakfast”, que significa “café da manhã”, e “lunch”, que significa “almoço”. Tradicional na Inglaterra e nos Estados Unidos, ele é servido entre as 10h e 14h. O brunch é ideal para quem está em férias, acordou tarde, só trabalha no período vespertino ou marca um encontro de trabalho em uma cafeteria, por exemplo.

Em Florianópolis, o brunch chama a atenção de turistas do exterior e de pessoas que já moraram fora e buscam matar a saudade do desjejum reforçado. Um dos lugares que servem a refeição é a cafeteria Jack & Jacks, na Lagoa da Conceição, e vem com chá inglês, suco, espumante, iogurte, uma fruta, bolo, pão tostado, manteiga, cream cheese, ovos, bacon e tomate.

O número grande de comidas diversas, entre doces e salgados, quentes e frios, lembra o café colonial catarinense. “Essa refeição foi feita para se comer devagar, conversando com os amigos, desfrutando o ambiente, a música. Às vezes as pessoas ficam até três horas comendo”, explicou Moisés Oliveira, 38, um dos cinco sócios do espaço que existe há um ano. Ele reforça ainda que na Austrália, local que morou por quatro anos, feijão e cogumelos também são incluídos no prato.

Daniel Queiroz/ND

Moisés Oliveira, um dos sócios do Jack e Jacks, morou quatro anos na Austrália

Para fazer um bom brunch é necessário que os produtos sejam extremamente frescos, e também é essencial que não falte ovos e bacon, tradição nada saudável americana, mas que reforça e sacia o consumidor. “A ideia é a pessoa começar pelo suco e o iogurte, já que é a primeira refeição do dia, e depois passar para os ovos e bacon”, conta o empresário. Há lugares ainda que servem o brunch em maiores quantidades, e incluem comidas, como risoto, pão de queijo, brigadeiro, tortas e vinho. A refeição é opção também para casamentos de dia.

O cardápio do Jacks tem a intenção de representar várias partes do mundo, por isso servem também o café brasileiro, que leva café com leite, pão, manteiga e pão de queijo; o australiano, que leva chá preto, suco, iogurte com granola, pão vegemite, cream cheese, manteiga, bolo e fruta, e o argentino, com café cortado, suco, mate quente, pão com queijo crema, bolo e miniempanadas. Os valores dos cafés completos vão de R$ 18 a R$ 28.

A cafeteria nasceu em Porto Iguaçu, na tríplice fronteira, e já teve sede na Argentina. Porém, os donos tinham o sonho de morar na Capital catarinense. Três dos cinco sócios já trabalharam em cafeterias dos Estados Unidos e Austrália, por isso trouxeram a experiência e vivência deles para a cidade.

Serviço

O quê: Jack e Jacks
Onde: rua Manoel Severino de Oliveira, 637, Lagoa da Conceição, Florianópolis
Quando: de terça a domingo, das 9h às 23h

O quê: Brasserie Bocaiúva
Onde: rua Bocaiúva, 2.304, Centro, Florianópolis
Quando: de segunda a domingo, das 6h30 a 0h

O quê: The Family Coffee Shop
Onde: av. Madre Benvenuta, 1.157, Santa Monica, Florianópolis
Quando: de segunda a domingo, das 8h às 21h

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Gastronomia

Loading...