Pão e Vinho

Conheça os tipos de vinho, as características de cada um, as maneiras de harmonizar a bebida com as mais variadas refeições.


Conheça os vinhos para acompanhar os pratos da culinária japonesa

A culinária japonesa não é só sushi, apesar desse ser o preparo mais conhecido hoje no Brasil. Veja aqui diferentes estilos de vinhos para harmonizar com vários pratos da cozinha japonesa.

Um combinado de sushi e sashimi – Foto: João LombardoUm combinado de sushi e sashimi – Foto: João Lombardo

A culinária japonesa conquistou definitivamente os brasileiros. Principalmente o sushi.  Muita gente mostrava estranheza e tinha receio de comer peixe cru. Mas aos poucos as pessoas foram ganhando confiança e se deixando conquistar por esses preparos leves e atraentes. Hoje, os restaurantes japoneses são um sucesso no país. O sushi está presente até nas churrascarias. A cerveja é a companheira clássica do sushi. Mas os vinhos têm o seu lugar. Vinhos leves, frescos e frutados, para valorizar o sabor e a delicadeza desses preparos com sabor de mar.

O sushi

O sushi é um preparo que nasceu no século IV a.C, no sudeste asiático. Os povos dessa região envolviam o peixe cru em arroz cozido. O arroz fermentava e a acidez gerada conserva os peixes por até três anos. Depois, o arroz era descartado, porque ficava impróprio para o consumo. Apenas o peixe era consumido. A introdução do preparo no Japão aconteceu no século VII. Ao longo dos séculos seguintes, o sushi foi sofrendo mudanças e adaptações.

No século XVIII surge a figura do profissional que foi considerado o primeiro sushimam da história. Ele criou o chamado nigirizushi, um bolinho de arroz temperado, com uma fatia de peixe por cima. Criou, portanto, o sushi que conhecemos e consumimos hoje. O preparo foi difundido no Japão como uma espécie de fast-food. O preparo era vendido em quiosques, nas ruas e estradas de Tóquio. A disseminação do sushi por todo Japão aconteceu a partir da década de 1920. Com a globalização, o mundo aprendeu a preparar e a desfrutar dessa delícia.

Os pratos quentes

Mas culinária japonesa não se resume a sushi e sashimi (apenas a fatia do peixe cru). Há muitos preparos quentes, fritos, feitos em chapa ou panelas de ferro. O tempura, que são legumes, pescados e camarões envoltos em massa especial e fritos, é bastante popular no Brasil. O gyoza, bolinhos de massa recheados com carne de porco, cozidos e fritos, também. Um preparo delicioso, feito em panela de ferro, geralmente na frente do cliente, é o sukiyaki, que conjuga massa, vegetais e carne bovina fritos em manteiga e cozidos em shoyu e caldo de frango ou carne, tudo temperado com um pouco de açúcar. Tem o popular yakisoba, macarrão frito com vegetais, legumes e frutos do mar. E o tappanyaki, legumes, carnes diversas ou peixes e ou frutos do mar feitos em chapa, diretamente no fogo.

Vinhos para o sushi e sashimi

O delicado sashimi – Foto: João LombardoO delicado sashimi – Foto: João Lombardo

Os espumantes são ótimos companheiros para os preparos de peixe cru. Eles têm o frescor, trazido pela boa acidez, são frutados e têm o pérlage, as bolinhas que fazem uma boa limpeza das gorduras deixadas por peixes como o salmão e o torô (atum gordo) no paladar. Quando se pensa em vinhos tranquilos (não espumantes), brancos frescos e frutados são indicados. Entre eles, o Sauvignon Blanc, que cai muito bem com o sushi e as fatias frescas do sashimi. Esse vinho tem acidez gostosa e frutada, que faz contraponto à tendência doce dos pescados e frutos do mar e ajuda a desfazer as gorduras do paladar. Um bom teor alcoólico do vinho limpa a boca para a próxima mordida. Um detalhe: não abuse da raiz forte. Ela pode encobrir o sabor do vinho.

Se você só bebe tintos, escolha tintos muito leves, de Gamay, um Bardolino italiano, vinhos com taninos muito leves. O encontro de vinhos tânicos com os peixes de mar geralmente traz um desagradável gosto metálico ao paladar.

Vinhos para os pratos quentes

O tempura também vai bem com espumantes e o Sauvignon Blanc. Mas outros brancos podem entrar. Entre eles, um bom vinho Verde, principalmente de Alvarinho, um Chardonnay sem ou com pouca barrica, um Vermentino italiano ou de outra nacionalidade, um Verdejo espanhol, por aí. Também cabem bem espumantes e vinhos rosés, que valem igualmente para os preparos com peixes crus.

Pratos com carne, como o yakisoba, o gyosa e o teppanyaki, podem ser acompanhados por tintos leves a médio corpo, frescos e com taninos macios. Tintos de Merlot, Sangiovese, Pinot Noir, um vinho português macio de Palmela (feito com a uva Castelão), um Tempranillo ou Malbec jovem, por aí. Lembre-se sempre de que preparos leves são acompanhados de vinhos igualmente leve.

Veja três sugestões de vinhos para os preparos.

Quinta da Neve Rosé Brut – Quinta da Neve – São Joaquim – SC

Rosés são curingas e vão muito bem com a cozinha japonesa – Foto: Divulgação DecanterRosés são curingas e vão muito bem com a cozinha japonesa – Foto: Divulgação Decanter

Sangiovese, Pinot Noir e Chardonnay. Método Charmat com amadurecimento de 6 meses sobre as lias. Cor rosa salmão, pérlage fino, intenso. Aromas de frutas vermelhas, framboesas, morangos, leves notas florais. Paladar firme, boa acidez, cremoso, final gostoso. Ótimo para acompanhar o sushi e o sashimi. (Essen Vinhos).

Sushi Sauvignon Blanc 2019 – vinícola Terranoble – Vale do Maule – Chile

O Sauvignon é perfeito com sushi – Foto: Decanter DivulgaçãoO Sauvignon é perfeito com sushi – Foto: Decanter Divulgação

100% Sauvignon Blanc. Cor palha esverdeada. Aromas cítricos, limão siciliano, notas de frutas de polpa branca e amarela, pêssego, lembranças de ervas. Gostoso frescor, acidez frutada, equilibrado no paladar. Ótimo para sushi, sashimi, tempura e preparos com pescados, em geral (Decanter )

Intis Malbec 2020 – Finca Las Moras – San Juan – Argentina

Um Malbec leve combina com pratos com carne – Foto: Decanter DivulgaçãoUm Malbec leve combina com pratos com carne – Foto: Decanter Divulgação

100% Malbec. Cor vermelho rubi. Aromas de frutas vermelhas frescas, ameixa, framboesa, notas florais e sutil toque de especiarias. Macio no paladar, acidez balanceada, médio corpo, taninos leves. Ótimo para os preparos japoneses com carnes. (Decanter)

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...