Minha Receita no ND+: Torta de arroz

Cláudia Lorencetti ensina a receita para você aproveitar as sobras da geladeira

Cláudia Lorencetti é confeiteira mas também mostra bom desempenho para produzir pratos salgados. E olha! Ela caprichou na hora de testar ingredientes usando as sobras armazenadas na geladeira.

O filho e o marido dela adoram jogar videogame e enquanto eles se divertem, ela trabalha, na cozinha de casa, para preparar o lanchinho da tarde. Para ela acaba sendo uma diversão também!  “Essa aqui é sagrada na minha casa. Meu filho e marido se juntam no final de semana e não querem comer pão.” Quando a fome dos jogadores chega já tem a solução pronta e assada: uma torta de arroz fofinha e cremosa. Cláudia diz que o filho sempre pergunta: “Ô mãe! Tem uma coisinha para comer? É isso aqui!”

Cláudia sorri toda vez que o filho pede a torta de arroz criada por ela – Foto: Reprodução/Três Oitavos FilmesCláudia sorri toda vez que o filho pede a torta de arroz criada por ela – Foto: Reprodução/Três Oitavos Filmes

Então, já dá aquela olhadinha na sua geladeira, separa o que você já tem, providencia o que não tiver e aproveite essa receita! Ao saborear um pedaço, você vai querer o segundo!

Para a massa:

  • 2 xícaras de arroz cozido
  • 2 ovos100 ml de óleo
  • 120 ml de leite
  • 6 colheres (sopa) de farinha de trigo ou amido de milho
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (chá) de fermento químico1 colher (chá) de cúrcuma
  • 200 g de requeijão

Para o recheio:

  • 200 g de frango cozido e desfiado
  • 1 cebola picada
  • 1 tomate picadoalho
  • 1 colher (sopa) de colorau
  • sal a gosto
  • temperos

Comece o preparo pelo recheio. Refogue no azeite, o alho e cebola, acrescente o frango e depois o tomate. Para colorir e temperar: colorau. Misture bem. Pode acrescentar os temperos verdes da sua preferência para apurar o gosto dos alimentos. A Cláudia não dispensa ainda o sal e pimenta do reino. Mexa tudo e reserve.

Para fazer a massa é indispensável o liquidificador. Primeiramente, coloque os líquidos: ovos, óleo, leite. Acrescente o arroz cozido. A Cláudia adiciona cúrcuma para dar cor para massa e enriquecer com as propriedades medicinais da espécie de raiz. A cúrcuma também conhecida como açafrão da terra é um potente antioxidante que ajuda a tratar resfriados, problemas gastrointestinais e até reduzir colesterol alto.

“As crianças acham bonito porque é amarelinho e elas não sabem o que é”, explica a confeiteira. Bata tudo até a ficar homogêneo. Ainda no liquidificador vá acrescentando aos poucos a farinha de trigo ou amido de milho. É normal a massa pesar, a solução é ajudar o equipamento misturando a massa com a uma colher.

É hora de colocar o fermento para ajudar a massa a crescer. Mexa devagar e a massa está pronta.

Unte uma forma e comece a montagem da torta. Cubra o refratário com metade da massa. Por cima, despeje colheradas de requeijão com distanciamento entre uma e outra, em toda a extensão da forma. Cubra com o recheio e depois queijo. Com o restante da massa faça mais uma camada e decore salpicando orégano. Pronto! É só levar ao forno pré-aquecido em 180°.  O resultado é essa massa leve, colorida e cremosa!

O requeijão garante a cremosidade da torta com recheio de frango – Foto: Reprodução/Três Oitavos FilmesO requeijão garante a cremosidade da torta com recheio de frango – Foto: Reprodução/Três Oitavos Filmes

A Cláudia ficou feliz em compartilhar a receita com você e receber dicas para melhorar ainda mais a qualidade e sabor da torta de arroz. Por isso ela ouviu atentamente as dicas do aluno de gastronomia da UniSociesc, Rogerio Sebrão.

Escolher ingrediente brasileiro é uma sugestão do aluno da UniSociesc – Foto: Reprodução/Três Oitavos FilmesEscolher ingrediente brasileiro é uma sugestão do aluno da UniSociesc – Foto: Reprodução/Três Oitavos Filmes

Segundo ele, o frango cozido e desfiado pode ser substituídos por outras carnes que  combinarão tanto quanto com os ingredientes. “O peito de peru, sem a casquinha, que é uma delícia. O lombo tipo canadense, também é muito bom, ele é bem estruturado pra isso, simula bem o peito de frango”.

Outra dica é deixar a receita mais brasileira trocando o requeijão por catupiry. “O catupiry é nosso! Não existe no mundo outro queijo com esse sabor. Ele é mais denso também então você dá um pouco mais de cremosidade”.

Rogerio ainda destacou que para receitas que vão ao forno não existe melhor queijo que o parmesão. E tem mais! Ele aplaude a ação de  reaproveitar os alimentos mas se você não tiver frango em casa, Rogério é claro: “vá para o sassami que é mais suculento”.

Experimente você também essa delícia!

+

Minha Receita no ND+

Loading...