No Dia Internacional da Cerveja, saiba como harmonizar a bebida com gastronomia

Carnes, queijos, massas e até doces! Na data comemorativa, sommelier dá dicas de quais cervejas degustar com os típicos alimentos brasileiros

Considerada como uma das bebidas mais amadas e apreciadas pelos brasileiros, a cerveja conquistou o calendário de todo o mundo! Isso porque nesta sexta-feira (6), comemora-se o “Dia Internacional da Cerveja”.

Consumidores apreciam a bebida de forma gelada, a fim de aproveitar todo o seu sabor – Foto: Divulgacão/O Trentino/NDConsumidores apreciam a bebida de forma gelada, a fim de aproveitar todo o seu sabor – Foto: Divulgacão/O Trentino/ND

No Brasil, a famosa cervejinha é apreciada com diversos pratos típicos da nossa culinária, seja em momentos de comemorações ou nos happy hours. Mas muito além disso, as cervejas artesanais têm invadido o mundo gastronômico nos últimos anos.

Com sabores e aromas diversos, a bebida deve ser apreciada de forma gelada, para que todas as suas características sejam apreciadas. Na hora de harmonizar os diferentes tipos de cevadas com a culinária, é preciso antes analisar a cocção da comida, o seu tempero e aromas.

A coordenadora de sommelieria da Escola Superior de Cerveja e Malte, Fernanda Bressiani, indica que, na hora do churrasco, as cervejas English ou American Brown Ale são uma grande aposta para os mais variados cortes de carne. O sabor e o aroma do lúpulo presente na bebida complementam e melhoram a percepção do malte, proporcionando assim sabores mais ricos para os amantes da cerveja.

Churrasco é um grande aliado dos brasileiros, assim como as cervejas que podem ser harmonizadas com a refeição – Foto: Divulgação/NDChurrasco é um grande aliado dos brasileiros, assim como as cervejas que podem ser harmonizadas com a refeição – Foto: Divulgação/ND

Para carnes de panela, a cerveja Oud Bruin, belga e maltada, é a melhor aposta segundo a sommelier. Para bifes grelhados, as Bitters Inglesas são as apostas corretas. Por serem amargas, elas possuem uma elevada quantidade de lúpulo em sua composição, sendo especiais para aqueles que preferem esse tipo de cerveja.

Já a cerveja Gose, mais ácida e com um teor amargo mais leve, é indicada para costelinhas de porco assadas no forno.

A carne suína é a aposta certeira para as cervejas de alta carbonatação, como a Gose- Foto: Pixabay/Reprodução/NDA carne suína é a aposta certeira para as cervejas de alta carbonatação, como a Gose- Foto: Pixabay/Reprodução/ND

Se o assunto forem as massas, em especial as que levam molho bolonhesa, as cervejas Dunkel – cerveja de tom escuro, com ênfase no malte – ou Altbier – bebida com temperatura de fermentação típica lager, deixando-a mais suave do que as tradicionais.

Massas de molho branco podem ainda acompanhar a cerveja Italian Grape Ale, que une o vinho à cerveja. Em sua composição, ela leva o mosto da uva Chardonnay, que complementa com suas notas de frutas e condimentações.

As massas com molhos vermelhos são grandes apostas dos sommelieres – Foto: Pixabay/Reprodução/NDAs massas com molhos vermelhos são grandes apostas dos sommelieres – Foto: Pixabay/Reprodução/ND

Já para os amantes de queijo, a dica é combinar a intensidade do alimento com os níveis de lúpulo da bebida. Queijos leves, como o Minas, acompanham a Munich Helles, que tem coloração amareladas, com espuma branca espessa e muito cremosa.

No aroma, a cerveja tem a presença de grãos maltados, com baixo nível de lúpulo, podendo ser condimentada, herbal ou floral.

Queijos pesados, como o gorgonzola, segundo Fernanda, podem brincar com cervejas licorosas, frutadas e com alto teor alcoólico, como a Barley Wine.

Os queijos devem ser compatíveis com os certos modelos de cervejas, para que sejam apreciados em harmonia – Foto: Pixabay/Reprodução/NDOs queijos devem ser compatíveis com os certos modelos de cervejas, para que sejam apreciados em harmonia – Foto: Pixabay/Reprodução/ND

Para finalizar a refeição, as sobremesas podem sim ser harmonizadas com cervejas! Para a sommelier, o famoso pudim de leite brasileiro acompanha muito bem a British Barley Wine, que tem um caráter de lúpulo menor, mas com sabores intensos alcoólicos e frutados.

Doces, como o pudim, podem também combinar com os sabores das cervejas, ao contrário do que muitos imaginam – Foto: Pixabay/Reprodução/NDDoces, como o pudim, podem também combinar com os sabores das cervejas, ao contrário do que muitos imaginam – Foto: Pixabay/Reprodução/ND

Já para os amantes dos mousses de chocolate, a Flanders Red Ale, levemente ácida e frutada, com intensos sabores de malte. Por último, o pavê, queridinho “pá comer” do brasileiro, acompanha com rigor a Dark Sour, segundo a sommelier, que é envelhecida e acidificada.

Deu até sede, né!?

+

Gastronomia

Loading...