Pão e Vinho

Conheça os tipos de vinho, as características de cada um, as maneiras de harmonizar a bebida com as mais variadas refeições.


Os desejados vinhos da Borgonha

A Borgonha, na França, é uma das mais fascinantes regiões produtoras de vinhos do planeta. Berço da Chardonnay e da Pinot Noir, a região faz vinhos espetaculares, ancorados na tradição local.

O Clos Vougeot, em meio aos belos vinhedos da Borgonha – Foto: Château de Clos Vougeot – divulgaçãoO Clos Vougeot, em meio aos belos vinhedos da Borgonha – Foto: Château de Clos Vougeot – divulgação

A Borgonha é uma fascinante região produtora de vinhos, na França. Ao lado de Bordeaux e de Champagne, produz alguns dos vinhos mais desejados do planeta. Entre eles, o famoso Romanée-Conti. Uma região onde predominam as uvas Chardonnay, branca, e Pinot Noir, tinta. Ao Sul, na região do Beaujolais, cultiva-se a Gamay. Apesar dos produtores vinificarem as mesmas uvas, os vinhos da Borgonha acabam tendo particularidades, de produtor para produtor. Um dos motivos são os micros terroirs, que influenciam diretamente no resultado final dos vinhos.

A região da Borgonha costuma ser comparada a um mosaico. Ou, a uma grande colmeia, onde cada favo ou cada propriedade produz um vinho particular. A região é formada por micro propriedades. Foram os monges das abadias de Cluny, Saint-Vivant, Saint-Bénigne e Citeaux que aprimoraram a vitivinicultura local, a partir dos anos 1000, selecionando e demarcando as melhores parcelas dos vinhedos. Os duques da Borgonha sucederam os monges no controle dos vinhedos, a partir do século XIV, e estabeleceram as uvas a serem usadas na região, processos de vinificação etc. Após a revolução francesa, em 1789, a região foi dividia em micro propriedades, resultando no chamado mosaico borguinhão.

A influência do climat

Nesse mosaico, apesar de os produtores vinificarem a mesma uva (ou Chardonnay ou Pinot Noir principalmente), o que dá as características diferentes a cada vinho são os micros terroirs ou climats (nome dado ao terroir da Borgonha). Diferenças de localização, índice de chuvas, composição de solo e insolação dão as características particulares a cada climat e fazem a diferença. Além da Chardonnay, da Pinot Noir e da Gamay, ao sul, outras uvas cultivadas na região, em menor volume, são a Aligoté, Sauvignon Blanc, Pinot Blanc e Melon de Bougogne, brancas, e a César tinta.

A Borgonha é formada por muitas regiões e sub-regiões, o que torna confuso compreender a área. Na classificação dos vinhos existem Appelatións de Origine Controlée (AOC) regionais, comunais, Premières Crus e Grand Crus. Cru pode ser entendida como a parcela nobre de um vinhedo, de onde saem as uvas para fazer os melhores vinhos da propriedade.

As AOCs

A Borgonha se divide em seis macro regiões, de norte a sul. São elas: Chablis, Côte de Nuits (dentro da qual estão as comunas de Gevrey-Chambertin, Chambole-Musigny, Vougeot, Vosne-Romanée e Nuits-Saint-Georges), Côte de Beaune (onde estão Savigny-lês-Beaune, Pommard, Volnay, Meursault, Puligny-Montrachet e Chassagne-Montrachet), Côte de Chalonnaise (onte estão Mercurey e Montagny), Maconnais (com seu Puilly-Fuissé) e Beaujolais (onde se vinifica a Gamay).

Infelizmente os Borgonhas são vinhos caros, pela fama da região e dos rótulos. No entanto, é possível encontrar bons Borgonhas, com qualidade e bom preço. Provei um recentemente, que indico a seguir:

Um Bourgogne com excelente relação custo x benefício – Foto: Domaine Alain Mathias – divulgaçãoUm Bourgogne com excelente relação custo x benefício – Foto: Domaine Alain Mathias – divulgação

Bourgogne Epineuil Tradition 2018 – Domaine Alain Mathias – AOC  Bourgogne Epineuil  – França.

100% Pinot Noir. Cinquenta por cento do vinho estagiou 18 meses em barricas de carvalho. Cor vermelho rubi, típica, com reflexos violáceos. Aromas de frutas negras, mirtilo, amoras; notas florais e de especiarias doces, canela; toques tostados. Acidez importante e gostosa em boca, frutado bem equilibrado com a madeira, taninos presentes e finos. Vai bem com fiambres em geral, queijos mais gordurosos, massas com molho de tomates, pratos com cogumelos e caças de pena (Bistek).

Floripa Gourmet

A NDTV/Record TV está promovendo, pelo terceiro ano consecutivo, o festival Floripa Gourmet. O evento acontece em 15 restaurantes da grande Florianópolis. As casas oferecem um menu especial, a preço fixo. Os cardápios e restaurantes participantes estão sendo divulgados nas plataformas do Grupo ND. Uma ótima oportunidade para conhecer novos restaurantes e desfrutar da boa mesa. O festival vai até o próximo dia 10 de julho.

Os restaurantes participantes são: Empório Sul Floripa Fazenda Marinha e Restaurante, La Canoa Camarão Carioca, Le BarBaron, La Brasaria, Orientales Carnes Y Vinos, Solar de Sintra, Seu Antonio, Divino Gastroclub, Oceano´s Bistrô, Vini di Altezza, Churrasquim Espetinhos Gourmets, Thai Bistrô, Sépia Gastronomia do Mar e Empório Capella.

Feira do queijo brasileiro em Florianópolis

Acontece entre os dias 8 e 10 de julho próximo, no Multi Open Shopping, em Florianópolis, a Feira do Queijo. Organizada pelo queijista Tiago Pascoal, da Aoqueijo, estarão presentes no evento 12 produtores de queijos feitos em cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Pará. Haverá também degustação e oferta de cachaças, mel, azeites, geleias e doces cristalizados, tudo produzido no Brasil.

“A feira dará aos participantes a oportunidade de conhecer excelentes queijos produzidos no Brasil”, afirma Tiago. Boa parte desses queijos é produzida com leite cru e muitos são premiados no Brasil e no exterior. São produtos elaborados com leites de vaca, ovelha, cabra e búfala. De Santa Catarina serão oferecidos queijo serrano, colonial, de vaca e ovelha feitos em cidades como São Joaquim, Rio do Sul, Pomerode e São José. Outros queijos são o Canastra, artesanal do cerrado mineiro, queijo do Marajó e queijos autorais como o Pialett (de cabra), Pardinho, Serra do Bálsamo e Terroir da Vigilia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...