Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil no encerramento dos Jogos Olímpicos

Escolha pela medalhista de ouro e prata em Tóquio foi anunciada pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil) nesta quarta-feira (4)

A ginasta Rebeca Andrade, que conquistou um ouro e uma prata, será a porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Tóquio, marcada para o próximo domingo (8), às 8h. A escolha foi anunciada pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil) nesta quarta-feira (4).

Rebeca Andrade conquistou um ouro e uma prata na ginástica – Foto: Ricardo Bufolin/ CBGRebeca Andrade conquistou um ouro e uma prata na ginástica – Foto: Ricardo Bufolin/ CBG

A cerimônia, com o lema “Mundos que compartilhamos”, irá abordar a união, diversidade e inclusão com a proximidade dos Jogos Paraolímpicos.

A atleta de 22 anos e seu treinador, Francisco Porath, serão os únicos da delegação brasileira de Ginástica Artística que não retornam ao país já nesta quarta-feira.

O Brasil encerrou sua participação na modalidade na terça-feira (3), quando a ginasta Flávia Saraiva ficou em sétimo lugar na trave. A prova ficou marcada pelo retorno da norte-americana Simone Biles.

Com o ouro no salto e a prata no individual geral, Rebeca bateu recordes e se tornou a primeira ginasta brasileira a conquista uma medalha olímpica na história.

Daniele Hypolito foi a primeira do país a conquistar uma medalha em mundiais, uma prata no solo no ano de 2001. Em 2003, Daiane dos Santos foi campeã mundial. Rebeca, em 2021, é a primeira medalhista olímpica. Além disso, se tornou também a primeira mulher do país a ganhar duas medalhas em uma única edição de Olimpíada.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Ginástica

Loading...