Após 14 dias de paralisação, chega ao fim a greve da Comcap

Pelos atos ilegais e depredações em patrimônio público, o sindicato pagará uma multa de R$ 100 mil, conforme acordado junto a Prefeitura de Florianópolis

Depois de 14 dias de paralisação, acabou agora pela manhã desta segunda-feira (1º) a greve ilegal nos serviços da Comcap promovida Sintrasem (Sindicato dos Servidores Municipais). Os servidores estavam de braços cruzados desde o dia 18 de janeiro. Pelos atos ilegais e depredações em patrimônio público, o sindicato pagará uma multa de R$ 100 mil, conforme acordado junto a Prefeitura de Florianópolis.

Município fará uma grande força tarefa durante a semana para deixar a cidade totalmente limpa – Foto: Léo Munhoz/NDMunicípio fará uma grande força tarefa durante a semana para deixar a cidade totalmente limpa – Foto: Léo Munhoz/ND

Além disso, o projeto de lei que equipara direitos dos servidores da Comcap aos demais servidores municipais permanecerá sancionado e vigente. Os servidores que retornarem imediatamente vão poder compensar os dias de falta em horas extras e serviços extras para retomar a coleta e a limpeza e capina na cidade.

Essa é a primeira vez que um sindicato pagará multa em Florianópolis após uma greve da Comcap. O município espera, com esse recurso, compensar os gastos com a recuperação de depredações de caminhões, da sede da autarquia no Itacorubi e com a própria sede da prefeitura.

Com o projeto de lei aprovado e sancionado, agora os serviços da Comcap se dividem em duas secretarias: na de Infraestrutura, toda a parte de limpeza urbana, varrição e capina vão se unir às intendências municipais para melhorar a manutenção nos bairros.

Já a parte da coleta de resíduos ficará a cargo da Secretaria do Meio Ambiente, já que faz parte do saneamento básico. O município fará uma grande força tarefa durante a semana para deixar a cidade totalmente limpa.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Infraestrutura